CONQUISTAS

Revelado pelo Timbu, Erick projeta primeiro título com a camisa do Náutico e acesso para Série A

Atacante foi revelado em 2017 e soma 89 partidas com a camisa alvirrubra

LOURENÇO GADÊLHA
LOURENÇO GADÊLHA
Publicado em 23/02/2021 às 13:34
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Gol de Erick no jogo de futebol entre os times do Náutico e CSA válido pelo campeonato brasileiro da série B. Partida realizada no estádio dos Aflitos, em Recife (PE), nesta sexta-feira (29). - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Depois de uma temporada marcada por altos e baixos, onde iniciou mal e terminou como um dos destaques do Náutico na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro, o atacante Erick planeja 2021 como uma temporada de conquistas para o clube alvirrubro. Em entrevista coletiva, o atleta lamentou a ausência do Timbu na Copa do Nordeste e na Copa do Brasil, mas garantiu foco máximo na disputa do Campeonato Pernambucano para ‘conquistar seu primeiro título com a camisa do Náutico’, já que foi revelado pelo Timbu em 2017 e nunca conquistou um título ou acesso com o clube. Além disso, ele também projetou a participação na competição mais importante da temporada: a Série B.

“As expectativas são as melhores possíveis (para a temporada). Infelizmente ficamos fora da Copa do Nordeste e da Copa do Brasil, mas temos o Pernambucano, onde vamos entrar com força máxima. Espero conquistar meu primeiro título com o Náutico e alcançar o maior objetivo meu e do clube que é colocar o Náutico de volta na Série A. Sobre os gols, não vou colocar metas para não pôr limites”, disse.

 

Emprestado pelo Braga, de Portugal, até o final de junho, o atacante pretende ficar no Náutico pelo menos até o fim da temporada 2021. No clube pernambucano, ele disse se “sentir em casa” e, por isso, não deseja voltar ao continente europeu neste ano. “Tenho contrato até o meio do ano, mas todos sabem meu desejo de ficar aqui. O Náutico é a minha casa. Se depender de mim e acho que também do clube, é permanecer, pelo menos até o final do ano, para conquistar o objetivo de colocar o Náutico na Série A”, afirmou.

Na temporada passada, Erick atuou em 50 jogos com a camisa do Náutico, onde marcou sete gols. Foi o ano em que mais atuou desde que subiu para o futebol profissional em 2017. Naquele ano, esteve em campo em 39 oportunidades com a camisa do Timbu, marcando nove gols. Depois, em 2018, atuou em 31 jogos divididos entre o time B e o principal do Braga (11) e 19 partidas no Vitória-BA. Já em 2019, foram 13 partidas pelo clube baiano e mais 11 pelo Gil Vicente, de Portugal. Somando as duas passagens pelo Náutico, o atleta tem 89 jogos e 13 gols marcados.

Questionado sobre a ação do lateral-esquerdo Kevyn, que colocou o Náutico na Justiça alegando salários atrasados e o não recolhimento do FGTS durante seis meses e obteve uma liminar favorável para rescisão contratual, Erick preferiu deixar a situação ser resolvida pela diretoria alvirrubra, apesar da importância do defensor no elenco. "Fomos pegos sim de surpresa. O Kevyn é um jogador importante no nosso grupo, mas isso é um assunto que a diretoria está resolvendo e não cabe a nós jogadores", pontuou.

 

O Náutico estreia na temporada 2021 no próximo dia 28 de fevereiro. O jogo de abertura será contra o Central, no estádio dos Aflitos, às 16h, em duelo válido pela primeira rodada do Campeonato Pernambucano. O estadual será a única competição que o Timbu vai jogar nesse primeiro semestre, já que não vai participar da Copa do Nordeste, nem da Copa do Brasil. Se por um lado terá um calendário mais vazio, por outro terá a oportunidade de recuperar melhor os atletas alvirrubros.

Comentários

Últimas notícias