APROVADO

Jogadores do Santa Cruz aprovam início de trabalho de Martelotte: 'grupo mais leve'

Volante Bileu afirmou que a chegada do novo treinador coral deixou o clima no Arruda mais leve para se trabalhar

JC
JC
Publicado em 09/10/2020 às 16:55
Notícia

BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
Desde que chegou ao Santa Cruz, Marcelo Martelotte segue invicto com duas vitórias e dois empates - FOTO: BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
Leitura:

Invicto desde que assumiu o Santa Cruz, com duas vitórias (Remo e Ferroviário) e dois empates (Manaus e Jacuipense), o técnico Marcelo Martelotte vem conseguindo fazer com que seu trabalho tenha boa aceitação interna. Os próprios jogadores corais fazem questão de enaltecer a chegada do treinador que, segundo eles, deixou o ambiente pelas bandas do Arruda mais leve.

"Ele (Martelotte) vem fazendo um grande trabalho nesse início. Nós atletas abraçamos o trabalho dele e já sabemos o estilo de jogo que ele gosta. Além disso, o nosso grupo é muito bom e conta com jogadores que fazem o que ele pede e gosta em campo. Espero que o trabalho dele siga dando certo nesse segundo turno e que possamos conseguir atingir o nosso objetivo principal na temporada que é o acesso à Série B", frisou o meio-campista Jeremias.

Outro que enalteceu a filosofia de trabalho de Marcelo Martelotte foi Bileu, que teve a oportunidade de trabalhar com o treinador no próprio Santa Cruz em 2015, ano que a Cobra Coral conseguiu subir para a elite do futebol brasileiro. "Ele é um cara tranquilo. A gente teve a oportunidade de trabalhar juntos na temporada 2015, quando conseguimos o acesso. Ele conseguiu deixar o grupo mais leve. Não que com Itamar (Schulle) não era, mas hoje sentimos o clima um pouco mais leve. Isso é de treinador pra treinador", explicou o cabeça de área.

PÉS NO CHÃO

Com a experiência dos seus 31 anos e dos mais de dez clubes defendidos ao longo da carreira, Bileu sabe que o Santa Cruz ainda não ganhou nada na Série C. "Estamos fazendo um bom campeonato. O professor Martelotte até disse que é a primeira vez que ele assumiu um clube que estava na primeira colocação e com a melhor campanha da competição. Isso é difícil de acontecer. Mas temos de dar continuidade ao trabalho que vinha sendo desenvolvido por Itamar (Schulle) desde o começo do ano. Não podemos deixar o rendimento cair agora com Martelotte. Temos de seguir em primeiro, conseguir a classificação (para a segunda fase) e, no ano que vem, quando acaba o campeonato, conseguirmos o acesso e fechar com chave de ouro o trabalho que iniciamos nesse ano", desejou o volante coral.

O Santa Cruz, líder do Grupo A da Série C, com 18 pontos, entra em campo no próximo domingo (11), às 18h, no estádio do Arruda, contra o Paysandu, pela 10ª rodada.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias