Caso de polícia

Sport: Massagista do Vitória registra queixa contra Adryelson por lesão corporal

Reginaldo da Silva contou ter recebido um soco na cabeça do defensor durante confusão no jogo entre Sport x Vitória na última quarta-feira (29)

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 31/07/2020 às 13:52
Notícia

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Lances do jogo de futebol Sport X Vitória, válido pelo Campeonato Pernambucano, na Ilha do Retiro. - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

O massagista do Vitória das Tabocas, Reginaldo da Silva, prestou queixa contra o zagueiro do Sport Adryelson na noite da última quarta-feira (29). Ele compareceu à Delegacia de Polícia 061ª Circunscrição, em Vitória de Santo Antão, alegando ter sido atingido por um soco na cabeça, que teria sido desferido pelo rubro-negro.

No boletim de ocorrência, a suposta agressão está classificada como lesão corporal. Reginaldo estava em meio à confusão que tomou parte do segundo tempo de Sport x Vitória, pela primeira rodada do quadrangular da morte, na Ilha do Retiro.

 Os ânimos se exaltaram porque Reginaldo entrou em campo pouco antes do gol de Marquinnhos, aos 34 minutos do segundo tempo, para realizar atendimento de um dos atletas da equipe visitante, sem autorização do árbitro. Houve troca de agressões e o massagista do Vitória e o preparador físico do Leão Reginaldo Henriques acabaram expulsos.

No boletim de ocorrência, Reginaldo relatou ter entrado em campo para o atendiemento de um dos jogadores do Vitória que estava caído, quando o Sport marcou. Nesse momento, vários jogadores do Sport e membros da comissão técnica leonina teriam vindo em sua direção para cometer as agressões. Reginaldo, no entanto, só conseguiu identificar o zagueiro Adryelson, que o atingiu na nunca, com um soco.

 


 

 

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias