RESULTADOS INICIAIS POSITIVOS

Vacina da Pfizer contra o coronavírus pode ser autorizada já em outubro, diz empresa

A expectativa dos laboratórios é de solicitar a aprovação regulatória da vacina já em outubro

JC
JC
Publicado em 21/08/2020 às 13:48
Notícia
AGÊNCIA BRASIL
Laboratórios têm expectativa de produzir 100 milhões de doses ainda em 2020. - FOTO: AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

Atualizada às 14h44

Com resultados iniciais positivos na 1º fase de testes, as companhias farmacêuticas Pfizer e BioNTech podem estar perto de iniciar a produção em massa de vacinas contra a covid-19.

A vacina BNT162b2 entra nas fases seguintes e, se os laboratórios obtiverem sucesso clínico nas etapas a seguir, esperam solicitar a aprovação regulatória do composto já em outubro deste ano, com expectativa de produção de 100 milhões de doses mundialmente até o final deste anos e 1,3 bilhão de doses em 2021.

Agora, Pfizer e BioNTech estão iniciando testes das fases 2 e 3 da vacina em países como a Argentina, o Brasil e os Estados Unidos, com objetivo de aplicar doses em até 30 mil voluntários com idades entre 18 e 85 anos. 11 mil voluntários já foram vacinados.

Segundo o portal Olhar Digital, as empresas já haviam anunciado que a vacina produz uma resposta imunológica robusta nos voluntários, com efeitos colaterais leves, como febre leve a moderada em menos de 20% dos participantes.

A resposta da vacina BNT162b2 teve o nível de anticorpos contra o Sars-Cov-2 no organismo das pessoas que participaram dos testes em 1,9 a 4,6 vezes maior do que em pacientes se recuperando da covid-19.

Em relação as doses e as respostas obtidas, os voluntários que receberam uma dose de 30 microgramas apresentaram resposta imunológica melhor do que os que receberam 10 microgramas, mas pouco diferente dos que receberam 100 microgramas.

 

 

Comentários

Últimas notícias