Coronavírus

Sobe para sete o número de casos confirmados de coronavírus em Pernambuco

O primeiro caso de transmissão local do vírus no Estado é de uma mulher de 97 anos, que permanece em isolamento domiciliar

Margarida Azevedo Vanessa Moura
Margarida Azevedo
Vanessa Moura
Publicado em 14/03/2020 às 16:43
Notícia
Fotos: YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Coletiva de Imprensa no Palácio do Governo para divulgação do novo Boletim do Coronavírus - FOTO: Fotos: YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Leitura:

Em coletiva realizada neste sábado (14), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, informou mais cinco casos confirmados do novo coronavírus em Pernambuco. Ao todo, o Estado possui sete casos da Covid-19 confirmados. 

Dos cinco novos casos, quatro são importados e um local. Duas mulheres de 50 e 58 anos e dois homens de 68 e 78 anos, que têm histórico de viagem recente ao exterior. Este último estava no cruzeiro que atracou no Recife na quinta-feira (12)

O primeiro caso de transmissão local do vírus no Estado é de uma mulher de 97 anos, que permanece em isolamento domiciliar. Ela é a mãe de um dos idosos diagnosticados com coronavírus em Pernambuco. Moradores do bairro do Pina, no Recife, o casal de idosos foram os primeiros casos do Estado e estiveram em viagem na Itália, atual epicentro da doença.

Entre os cinco infectados divulgados neste sábado (14), quatro deles estão internados no Hospital Português do Recife. Em nota, a unidade de saúde informou que "respeitando o direito à privacidade, não serão divulgados detalhes dos casos".

Com a confirmação do primeiro caso de transmissão local no coronavírus em Pernambuco, o Governo determinou a suspensão de eventos públicos ou privados com público acima de 500 pessoas. "Por conta dessa transmissão local, ou seja desse caso que surgiu hoje, estamos determinando também a suspensão de eventos de qualquer natureza com público acima de 500 pessoas, isso nesse primeiro momento. Estamos reavaliando a cada momento, a cada hora, se necessário, e a cada dia. Já temos uma série de ações e reuniões pro dia de hoje e amanhã vamos continuar com novas reuniões com instituições como o Poder Judiciário, a Assembléia Legislativa e o Ministério Público", disse Paulo Câmara.

O governador ainda orientou os cidadãos a reforçar os cuidados com o grupo de risco da doença, que são os idosos. "O papel da população é fundamental. Os cuidados que estão sempre sendo colocados, seja pelo governo ou pelo setores da imprensa são fundamentais. A informação, a orientação, a questão da prevenção. Reforçar também os cuidados do grupo mais vulnerável em todos esses processos que são os idosos, e que a preservação e os cuidados desse grupo mais vulnerável seja todos nós tomarmos os cuidados, porque todos nós somos potenciais transmissores diante do que a gente vem acompanhando em outros estados e países", finalizou.

 

O que se sabe sobre o coronavírus

A última quinta-feira (12) foi um dia de tensão no que se refere ao Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, que foi considerada uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), na última quarta-feira (11). Na atualização mais recente, no mundo, 131.479 pessoas já foram contaminadas pelo coronavírus e 4.925 morreram. Aqui no Brasil, os casos confirmados da doença já passaram de 100, chegando a 136. Atualmente, 1.422 pessoas estão sob monitoramento no País. Pernambuco, com sete casos confirmados, também entrou para as estatísticas do Ministério da Saúde, nesta quinta, sendo o nono Estado que o vírus afeta. Do total, seis casos são importados e um é de transmissão local, ou seja, a pessoa, sem histórico de viagem recente ao exterior, foi infectada após ter contato com outro doente. O secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wajgarten, que esteve recentemente nos Estados Unidos, também contraiu o coronavírus. O presidente da República, Jair Bolsonaro, testou negativo para o Covid-19.

Todas as notícias sobre coronavírus

Você pode conferir todas as notícias sobre o novo coronavírus e ficar bem informado na cobertura do Jornal do Commercio.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

  • O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:
  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes;
  • Ficar em casa quando estiver doente;
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência;
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção);
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o mapa que mostra como o novo coronavírus tem se espalhado pelo mundo

OMS declara pandemia de novo coronavírus

Nutricionista explica como melhorar a imunidade

Diante da pandemia do coronavírus, as pessoas se questionam quais são as melhores formas de se manter saudável e amenizar os sintomas da doença em caso de infecção. Nesse sentido, fortalecer o sistema imunológico é o primeiro passo para combater o diagnóstico. De acordo com a nutricionista Mariana Domicio, existe uma série de ações que podem auxiliar no sistema de defesa do organismo das pessoas, a principal delas é optar por alimentação natural no lugar dos industrializados.

>> Mesmo com pandemia do coronavírus, CBF garante continuidade dos campeonatos no Brasil

>> Governo de Pernambuco amplia ações de combate ao coronavírus

>> Veja tudo o que se sabe sobre o coronavírus até o momento

>> Número de casos do coronavírus no Brasil passa de 100

"Todos os dias temos contato com microrganismos agressores. Isso acontece principalmente pela alimentação. Chamo atenção para os alimentos industrializados. 'Como eu faço para melhorar minha imunidade?' Comendo alimentos de verdade. Tudo que é alimento industrializado tem uma série de substâncias que o nosso corpo não reconhece e está ativando nosso sistema imune", explicou a nutricionista, que completou. "Má alimentação, estresse, privação de sono, intestino ruim e desidratação diminuem a nossa imunidade", observou.

O coronavírus já matou mais 4 mil pessoas em todo o mundo, mas vale destacar que os grupos de risco são idosos, pessoas com saúde vulnerável, ou seja, pessoas com câncer, diabéticos e hipertensos. Para eles, os cuidados precisam ser ainda maiores. Além da série de medidas para prevenção como lavar as mãos, não compartilhar objetos pessoas, evitar ambientes com multidões.   

DIVULGAÇÃO
Nutricionista Mariana Domicio falou sobre estratégias para melhorar imunidade - DIVULGAÇÃO

Ações para melhorar o sistema imune de acordo com a nutricionista Mariana Domicio. 

1. ANTIOXIDANTES - Utilize estratégia antioxidante ao acordar ou ao dormir (água com limão, suco verde com couve ou roxo com uva/beterraba), suco de maçã com própolis, limão espremido com uma colher de café de cúrcuma).

2. ENZIMAS - Aumentar enzimas antioxidantes no corpo (comendo comida de verdade, frutas, verduras, raízes, grãos, cogumelos).

3. INDUSTRIALIZADOS -  Evite alimentos industrializados (seu corpo não reconhece várias substâncias que contém neles, diminuindo sua imunidade).

4. BEBIDAS - Evite consumo de bebidas alcoólicas.

5. SONO - Durma bem.

6. TREINO - Treine em baixa e moderada intensidade.

7. HIDRATAÇÃO - Se hidrate.

8. INTESTINO - Melhore sua saúde intestinal (alimentos e suplementos).

9. ESTRESSE - Controle seu estresse.

10. SUPLEMENTAÇÃO - Suplemente com substâncias que aumentam a sua imunidade.

Sobre a suplementação, Mariana Domicio listou as substâncias que auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico. Ela ressaltou ainda que os suplementos só serão úteis se a alimentação priorizar comida natural e houver cuidado extra com a questão do sono e estresse. "Tudo isso só faz sentido se sua alimentação, sono e estresse estiverem modulados, como consequência o intestino", comentou.

Cada substância age em um tipo de célula que auxilia a defesa contra esses agressores externos.

1. Vitamina C - coloque limão na salada, consuma com água ou espremido. Suplemento-500mg/dia.

2. Zinco - 1 castanha do Pará. Suplemento-10mg.

3. Clorella - 1 colher de sopa com limão ou no molho pesto ou 500mg/dia.

4. Alho - espremido no azeite ou Allium Sativum (extrato seco) -500 mg/dia

5. Equinácea purpúrea (extrato seco)- 100 a 300 mg.

6. Vitamina D - níveis na faixa de 40 a 50 nos exames sanguíneos. Ver o sol cai bem.

7. Cúrcuma - tempero no ovo, arroz, frango. Suplemento 50 a 500mg/dia.

8. Astragalus - pacientes estressados crônicos- 200 a 500 mg.

9. Própolis - 10 gotas manhã e noite (tenho tomado com colágeno da Essential, mascara o sabor).

10. Ferro - ferritina no exame entre 70 e 100.

11. Betaglucana - farelo de aveia e levedura de cerveja.

12. Probiótico-  kefir, iogurte natural fermentado, suplemento.

13. Omega 3- 1g ao dia.

 Aprenda a lavar as mãos de forma correta:

 

Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem
Coronavírus já fez milhares de vítimas ao redor do mundo - FOTO:Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Sobe para sete o número de casos confirmado no Estado - FOTO:TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
DIVULGAÇÃO
Nutricionista Mariana Domicio falou sobre estratégias para melhorar imunidade - FOTO:DIVULGAÇÃO

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias