covid-19

Petrolina confirma primeiro caso suspeito do novo coronavírus

Trata-se de uma mulher de 40 anos, que chegou de Brasília (DF) e teve contato com um caso confirmado

Manuela Figuerêdo
Manuela Figuerêdo
Publicado em 14/03/2020 às 20:04
AFP
Quem não se importa mata mais que o vírus - FOTO: AFP
Leitura:

A Prefeitura de Petrolina notificou o primeiro caso suspeito do novo coronavírus (Covid-19) no município. Trata-se de uma mulher de 40 anos, que chegou de Brasília (DF) nesta sexta-feira (13). Após sentir sintomas compatíveis com a doença, ela procurou a Secretaria Municipal de Saúde neste sábado (14) e relatou ter tido contato com caso confirmado da doença.

Segundo a mulher, os sintomas iniciaram ainda durante o voo para Petrolina – tosse e coriza. Como ela teve contato com um caso confirmado do Covid-19 na capital federal, foi feita a coleta, que será encaminhada neste domingo (15) para o Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE), no Recife. O resultado deve sair em até 72 horas.

“Seguindo o Plano de Contingência Municipal, a equipe repassou todas as orientações necessárias para a paciente, que se encontra em regime de isolamento domiciliar, conforme recomendação do Ministério da Saúde (MS). Todas as medidas sanitárias de monitoramento estão sendo tomadas pela gestão municipal. A situação se encontra em total controle. Vamos continuar monitorando o caso”, ressalta a secretária de saúde de Petrolina, Magnilde Albuquerque.

“Pedimos calma à população e aos profissionais de saúde e orientamos que pessoas que retornaram nos últimos dias de localidades com grande número de casos, ou que tiveram contato com casos suspeitos ou confirmados, e que apresentem febre com ao menos um sintoma respiratório (tosse, coriza, falta de ar, etc) que procurem um dos serviços de saúde do município”, orienta Magnilde.

Os interessados podem entrar em contato com a Vigilância em Saúde do município de segunda a sexta-feira, através do (87) 3866-8567 ou do WhatsApp do Informa Petrolina (87) 98100-1883. Nos finais de semana, feriados e durante a semana após as 17h o paciente deve procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Durante a semana procurar uma Unidade Básica de Saúde. Quem tiver plano de saúde deve buscar o atendimento no hospital conveniado.

Medidas para enfrentamento em Petrolina

Durante coletiva de imprensa nesse sábado (14), o prefeito de Petrolina Miguel Coelho informou que a prefeitura da cidade já tinha iniciado o plano de estratégia contra o coronavírus, através de ações informativas e capacitação das equipes, mas, diante do atual grau de transmissão da doença, a gestão está articulando medidas mais efetivas contra o COVID-19.

O gestor afirmou que, no dia 12 de março, foi feito o lançamento de um plano de contingenciamento municipal, com a capacitação de 340 profissionais da saúde pela prefeitura de Petrolina. Além disso, o hospital universitário da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF) também fez a capacitação de outros 500 profissionais contra o coronavírus. Alguns leitos já foram disponibilizados pelo hospital universitário para atender possíveis casos do covid-19 e a prefeitura também está dialogando com hospital privados.

"Tivemos a reunião com o hospital universitário e com a VIII Geres, que representa o governo do Estado, e definimos que agora, os pacientes suspeitos ou confirmados não precisarão mais ir até Recife, graças a contratação de 34 profissionais da saúde realizada pela prefeitura de Petrolina. Eles poderão ser diagnosticados e trados aqui em Petrolina, no hospital universitário da UNIVASF.", explicou Miguel Coelho. "O mais importante de tudo é ter calma e cautela. O pânico e o medo não vai ajudar em nada neste momento", reforçou. O gestor ainda informou que eventos com mais de 100 pessoas estão proibidos na cidade, em um período de 15 dias.

Confira as medidas do novo protocolo de enfrentamento ao coronavírus para Petrolina:

  • Criação do comitê de enfrentamento ao coronavírus
  • Contratação de profissionais de saúde para atendimento a casos suspeitos ou a pacientes com Covid-19
  • Convênio com o Hospital Universitário para criação de uma unidade exclusiva com leitos de UTI para pacientes com coronavírus
  • Restrição de eventos com mais de 100 pessoas cuja autorização dependa da prefeitura
  • Recomendação para outras instituições como universidades, faculdades e empresas adiarem eventos com público superior a 100 pessoas
  • Cancelamento de inaugurações, atos públicos e eventos do município
  • Quarentena de sete dias em um local fixo para pessoas oriundas de países estrangeiros. A medida é válida também a brasileiros que estiveram fora do País nas últimas semanas
  • Realização de campanhas educativas para orientação à população sobre medidas de prevenção ao coronavírus
  • Proibição de viagens de servidores municipais para fora do País e cidades onde já há transmissão comunitária, a exemplo de São Paulo e Rio de Janeiro
  • Suspensão de férias dos servidores municipais de saúde
  • Restrição de atendimento ao público nos prédios da Prefeitura de Petrolina, secretarias municipais e autarquias. Atendimentos essenciais serão liberados a critério de cada serviço municipal
  • Acordo com o Exército para criação de uma hospital de campanha em Petrolina apenas numa situação de emergência, caso a transmissão do vírus se torne comunitária na região

Casos confirmados em Pernambuco

Em coletiva, o governador de Pernambuco informou mais cinco casos confirmados do novo coronavírus em Pernambuco. Ao todo, o Estado possui sete casos da Covid-19 confirmados. São 103 casos notificados, 40 casos descartados, 44 casos em investigação e 12 casos prováveis.

Dos cinco novos casos, quatro são importados e um local. Duas mulheres de 50 e 58 anos e dois homens de 68 e 78 anos, que tem histórico de viagem recente ao exterior. Este último estava no cruzeiro que atracou no Recife na quinta-feira (12). O primeiro caso de transmissão local do vírus no Estado é de uma mulher de 97 anos que permanece em isolamento domiciliar.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o mapa de casos

Comentários

Últimas notícias