SOLIDARIEDADE

Projeto ComVida alimenta corpo e alma de quem atua no combate à covid-19

Iniciativa, que integra a campanha Atitude Cidadã - Está em nossas mãos, do SJCC, é realizada no Hospital Oswaldo Cruz, no Recife. Voluntários recebem doações e entregam lanches aos funcionários da unidade de saúde

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 19/05/2020 às 10:37
Notícia
BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
Todos os dias, em dois horários, voluntários entregam lanches a quem trabalha no Hospital Oswaldo Cruz - FOTO: BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
Leitura:

Atitude Cidadã. Está em nossas mãos
Selo do projeto Está em Nossas Mãos - Atitude Cidadã. Está em nossas mãos

Em meio à luta para atender pacientes com covid-19, profissionais do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), em Santo Amaro, área central do Recife, recebem um lanche diariamente para aliviar a pesada rotina. Para as famílias dos doentes são realizados telefonemas para dar notícias de como está o parente internado. Aos que recebem alta, é concedido um certificado atestando que venceram o novo coronavírus. Pequenos gestos que têm feito a diferença na unidade de saúde, vinculada à Universidade de Pernambuco (UPE), e uma das primeiras a tratar acometidos pelo vírus que até segunda-feira (18) já atingiu 20.094 pessoas no Estado e causou a morte de 1.640 delas.

A iniciativa é do projeto ComVida, idealizado e coordenado pela fonoaudióloga Helena Pinto, junto com mais 20 voluntários. É uma das ações que está sendo beneficiada pela campanha Atitude Cidadã: Está em nossas mãos, do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC) em parceria com o Instituto JCPM de Compromisso Social (IJCPM). Até o próximo domingo (24), empresários, comerciantes e cidadãos estão convidados a fazerem doações em dinheiro, em mantimentos (alimentos ou produtos de higiene e limpeza) ou em Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para entidades que precisam de apoio, sobretudo neste período da pandemia.

Todo o trabalho realizado pelo ComVida é feito com doações. Donos de restaurantes, mercadinhos, lanchonetes e padarias, além de empresas de alimentação, contribuem com os lanches ou recursos financeiros. “Começamos com poucos lanches, uma média de 40. Agora chegamos a servir 700 por dia. Porque são entregues para todos os funcionários que estão no hospital e não só os profissionais de saúde”, explica Helena, funcionária do Huoc há 27 anos. "Nem todos os dias temos lanche suficiente. Por isso a contribuição em dinheiro é importante para comprarmos quando falta."

Atualmente, a unidade de saúde dispõe de 132 leitos de enfermaria e 48 de UTI exclusivos para doentes de coronavírus. “Ter o nosso projeto incluído nessa campanha do SJCC nos dá muita alegria porque é um reconhecimento do que estamos fazendo, uma forma de mostrar credibilidade às nossas ações”, comenta Helena. Uma das atividades mais recentes foi comprar roteadores para garantir o sinal de internet em todo o hospital.

“Médicos querem às vezes mandar um exame para um colega que está em outra enfermaria, para trocar ideias sobre o tratamento. Não estavam conseguindo porque não havia wi-fi. Com o dinheiro das doações, compramos os equipamentos”, afirma Helena. A tentativa, diz, é humanizar o dia a dia de quem está na linha de frente da covid-19. “Nosso projeto tenta levar um pouco de alegria nesse cenário de tanto sofrimento e tristeza”, observa a fonoaudióloga.

“É um estímulo a mais para continuarmos. Às vezes o lanche vem com uma mensagem. Mostra que alguém lembrou da gente, está preocupado conosco”, diz a técnica de enfermagem Maria da Conceição Santos, uma das funcionárias da UTI pediátrica de covid-19. “Mais do que nos alimentar, o lanche traz um pouco de alegria”, garante a também técnica de enfermagem Rafaela Farias, que atua na mesma ala de Conceição.

ENTREGA

Nesta segunda-feira (18) foram entregues cem cestas básicas e cem kits de limpeza, doados pela empresa Tupan, para o projeto Ruralinda, da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), também uma das instituições contempladas pela campanha do SJCC. Voluntários da comunidade acadêmica estão juntando alimentos e produtos de higiene e limpeza para grupos que atuam com pessoas em situação de rua e imigrantes.

Há uma lista, feita pelo IJCPM, com 58 instituições que desempenham trabalhos sérios em diversas áreas como saúde, educação e assistência social em Pernambuco e que precisam de apoio. Doações podem ser realizadas de três maneiras.

Uma delas é pelo site do RioMar. Na aba Atitude Cidadã, o doador escolhe uma das 10 entidades indicadas lá e informa o valor que deseja destinar, com contribuição por meio de cartão de crédito. A aba estará disponível no site até o próximo domingo (24).

Outra possibilidade é fazer a doação diretamente às instituições. A terceira é entregar os produtos nas sedes da Rádio Jornal, no Recife ou no interior.

Atitude Cidadã. Está em nossas mãos
Selo do projeto Está em Nossas Mãos - FOTO:Atitude Cidadã. Está em nossas mãos

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias