ESPERANÇA

Número de recuperados da covid-19 em Pernambuco é maior que o dobro de novos casos, nesta segunda-feira (25)

A quantidade de casos confirmados do coronavírus no Estado também sofreu queda

Thalis Araújo
Thalis Araújo
Publicado em 25/05/2020 às 20:53
Notícia
LUIS ROBAYO/AFP
Pernambuco ocupa o 5º lugar no ranking epidemiológico da covid-19 - FOTO: LUIS ROBAYO/AFP
Leitura:

A semana começa com um pouco mais de esperança quanto ao enfrentamento da pandemia da covid-19 em Pernambuco. Acontece que a Secretaria de Saúde do Estado informou, nesta segunda-feira (25), que a quantidade de pessoas recuperadas nas últimas 24 horas no Estado é maior que o dobro do número de novos casos. Foram 1.618 pessoas recuperadas contra 607 novos casos nas últimas 24 horas.

No total, o Estado totaliza 8.312 pacientes curados do novo coronavírus. Dos novos recuperados, 3.869 são de casos graves e 4.443 são leves. 48 mortes foram confirmadas nas últimas 24 horas.

>> Saiba tudo sobre o novo coronavírus

>> Brasil soma 23,4 mil mortes por coronavírus; casos ultrapassaram a marca de 378 mil

>> Familiares de pacientes com coronavírus em Pernambuco reclamam da espera por um leito de UTI

"O número de recuperados tende a aumentar"

Em entrevista do JC, o médico infectologista Demetrius Montenegro afirmou que, pelo menos, 80% dos casos da covid-19 serão curados. Ele explicou que a quantidade tende a aumentar ao longo do tempo. "Quando a gente fala desses recuperados, se refere às pessoas que são internadas por conta de uma gravidade maior que teve do quadro clínico e, daí, precisou de uma assistência hospitalar, seja ela numa enfermaria, num apartamento de um hospital público ou privado, ou até mesmo numa situação de uma gravidade maior que precisa ir para a UTI", explicou.

>> Em Pernambuco, São João terá menos comida de milho na mesa este ano

Na verdade, o número de recuperados tende sempre a aumentar, com o tempo.
Demetrius Montenegro - Infectologista

"Infelizmente, temos aquelas pessoas que, por conta da gravidade, não conseguem resistir à doença e acabam falecendo, então teremos o percentual que vai morrer pela gravidade sim, mas não vai ser a maior parte das pessoas que se contaminam com o vírus. O problema é que, quando você pega uma população grande que não tem imunidade para esse vírus, ela se torna suscetível a ter a infecção. Aí você terá um percentual de 5% ou 6% que reflete num número muito grande de óbitos. Mas grande parte das pessoas vai se recuperar", continuou o médico.

Lockdown

Montenegro ressaltou também a importância da adesão ao lockdown, que começou em cinco municípios da Região Metropolitana do Recife (Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata) no dia 16 de maio. Ele destaca que a diminuição dos casos da covid em Pernambuco vai ser proporcional à quantidade de pessoas que respeitarem o isolamento social mais rígido.

>> Segundo domingo de lockdown no Grande Recife tem isolamento menor em relação ao anterior

"Quanto maior for o percentual de pessoas dentro de casa, menor vai ser o número de pessoas doentes. Então isso vai ser, de certa forma, uma questão inversamente proporcional. Se muita gente for às ruas, muita gente vai adoecer. Qual é a preocupação de diminuir o número de infectados? É que a gente não sabe quem vai evoluir para uma forma grave e vai precisar de um leito de UTI. Então é melhor não apostar. Assim, entendemos que é melhor ficar em casa. Na verdade, essa é a melhor aposta. Ficando em casa, diminuem as chances de contágio", apontou.

>> Semana foi praticamente perdida com relação ao isolamento social

>> Última semana de lockdown começa com mais sete pontos de bloqueio no Grande Recife

Previsão para o "novo normal"

Ainda segundo Demetrius, não há uma previsão para a retomada gradual das atividades em Pernambuco, porque isto só se fará possível com a diminuição de casos da covid no Estado. "Quando a curva começar a diminuir é que se vai avaliar o tempo de as coisas voltarem ao normal. Mas é importante lembrar que isso não vai acontecer de uma hora pra outra, vai ser tudo gradativo", completou.

>> Segundo domingo de lockdown no Grande Recife tem isolamento menor em relação ao anterior

>> Veja tira-dúvidas sobre o decreto de quarentena em Pernambuco contra o coronavírus

>> Imprima modelo de declaração para comprovar atividade essencial

Casos confirmados

O número de casos confirmados do novo coronavírus no Estado também caiu nesta segunda. Com mais 670 novos casos, Pernambuco chega agora ao número de 28.366 pessoas contaminadas pelo novo vírus. Entre os novos casos, 220 se enquadram como síndrome respiratória aguda grave (Srag) e 387 como leves. Já do total de contaminados, 12.611 são graves e 15.755 leves.

Até agora, os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 157 municípios pernambucanos, além do Arquipélago de Fernando de Noronha. A distribuição dos casos leves por cidade parou de ser divulgada desde o final de abril.

Ranking

Pernambuco é o 5º Estado brasileiro mais afetado pelo coronavírus, perdendo apenas para o Amazonas (30.282 casos e 1.781 mortes), Ceará (36.185 casos e 2.493 mortes), Rio de Janeiro (39.298 casos e 4.105 mortes). São Paulo lidera o raking com 83.625 casos e 6.220 óbitos pela covid-19.

Mortes pela covid-19

Com mais 48 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas, Pernambuco chega aos 2.248 óbitos pela doença. Dos 48 pacientes que vieram a óbito, 30 apresentavam comorbidades confirmadas, como hipertensão (21), diabetes (13), doença cardiovascular (4), doença renal (4), doença de Alzheimer (3), doença pulmonar (3), tabagismo (2) e histórico de AVC (1), o mesmo paciente pode ter mais de uma comorbidade. Três não tinham comorbidades e os demais estão em investigação pelos municípios.

Distribuição dos novos óbitos por municípios

  • Recife (14);
  • Paulista (4);
  • Vitória de Santo Antão (4);
  • Cabo de Santo Agostinho (3);
  • Jaboatão dos Guararapes (3);
  • Olinda (3);
  • Abreu e Lima (2);
  • Ipojuca (2);
  • Palmares (2);
  • Tamandaré (1);
  • Nazaré da Mata (1);
  • Agrestina (1);
  • Joaquim Nabuco (1);
  • Goiana (1);
  • Brejo da Madre de Deus (1);
  • Água Preta (1);
  • Barra de Guabiraba (1);
  • Bom Jardim (1);
  • Itambé (1);
  • Um caso é de outro Estado. 

>> São Lourenço da Mata cai da 2ª para 7ª posição no ranking estadual com maior índice de mortes pelo novo coronavírus

As faixas etárias são: 20 a 29 anos (2), 30 a 39 anos (2), 40 a 49 anos (1), 50 a 59 anos (2), 60 a 69 anos (13), 70 a 79 anos (13), 80 anos ou mais (15).

Profissionais de Saúde

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, até agora, 6.838 casos foram confirmados para a covid-19 e 6.004, descartados. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada.

Assine a nova newsletter do JC e fique bem informado sobre o coronavírus

Todos os dias, de domingo a domingo, sempre às 20h, o Jornal do Commercio divulga uma nova newsletter diretamente para o seu email sobre os assuntos mais atualizados do coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo. E como faço para receber? É simples. Os interessados podem assinar esta e outras newsletters através do link jc.com.br/newsletter ou no box localizado no final das matérias.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias