Saúde

Hospitais de campanha do Recife chegam a 2,5 mil altas de pacientes que tiveram coronavírus

Ao todo, a rede já realizou o atendimento de 13.500 pessoas, das quais cinco mil precisaram ser internadas

JC
JC
Publicado em 31/07/2020 às 11:25
Notícia

ANDRÉA RÊGO BARROS/PCR
Atualmente o Recife possui 724 leitos construídos para pacientes com a covid-19, sendo 342 da UTI e 382 de enfermaria - FOTO: ANDRÉA RÊGO BARROS/PCR
Leitura:

O Recife chegou, nesta sexta-feira (31), a 2.500 altas hospitalares de pacientes que estavam internados com o novo coronavírus em estruturas montadas pela gestão municipal. Ao todo, a rede já realizou o atendimento de 13.500 pessoas, das quais cinco mil precisaram ser internadas. Atualmente o Recife possui 724 leitos construídos para pacientes com a covid-19, sendo 342 da UTI e 382 de enfermaria.

De acordo com a prefeitura, dos mais de mil leitos abertos durante a pandemia do novo coronavírus, 300 foram desativados recentemente, após dias de queda nos indicadores da cidade. “Transformamos terrenos, galpões sem uso, em enfermarias e UTIs que estão salvando vidas. Muito mais do que um número, cada pessoa dessa que voltou para casa curada representa muito para sua família, para os seus amigos e para toda a sociedade”, disse o prefeito Geraldo Julio.

A cidade conta com sete hospitais de campanha e leitos em outras duas unidades de saúde dedicados a pacientes com a doença. Ainda segundo a prefeitura, cerca de 70% das pessoas internadas nos leitos são de fora do Recife. Além das estruturas, a gestão também destinou parte da rede de Atenção Básica à Saúde para atender os casos de coronavírus.

Nas 20 unidades de referência da Atenção Básica já foram realizados 20 mil atendimentos. Com elas, também há a separação dos casos suspeitos e confirmados de pessoas que procuram os postos para vacinação, pré-natal e outras atendimentos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias