HOF

Vídeos flagram ratos nos corredores do Hospital Otávio de Freitas, no Recife

Foram encontrados, ainda, outros problemas na unidade, como superlotação e aglomerações

JC JC
JC
JC
Publicado em 05/11/2020 às 7:59
Notícia

REPRODUÇÃO/TV JORNAL
As imagens do Hospital Otávio de Freitas foram enviadas por telespectadores da TV Jornal - FOTO: REPRODUÇÃO/TV JORNAL
Leitura:

Familiares de pacientes internados no Hospital Otávio de Freitas (HOF), administrado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) e localizado no bairro de Tejipió, Zona Oeste do Recife, denunciaram ratos nos corredores da unidade. A partir de vídeos enviados à TV Jornal nessa quarta-feira (4), foram encontrados, ainda, outros problemas na unidade, como superlotação e aglomerações - em meio à pandemia da covid-19.

Através das imagens, fica claro que não há distanciamento entre os doentes e alguns acompanhantes precisam ficar sentados no chão, como risco de pegar alguma doença. Além disso, as macas lotadas de pacientes dividem espaço com quem precisa passar pelo corredor.

"Lá dentro tem muita gente, uma em cima da outra. O distanciamento social não existe, é um descaso, um absurdo o que estamos vivendo lá. Acompanhante não tem uma cadeira nem para sentar, fica no chão", revelou uma acompanhante que preferiu não se identificar.

Uma mulher ainda reclama da falta de ortopedistas. O filho dela está com o braço imobilizado desde agosto e devia ser reavaliado esse mês, mas, segundo ela, o médico está de férias, e só vai atender à criança no final de dezembro. "Ainda está marcado para o dia 21 de dezembro, isso é um absurdo. O menino vai ficar com o gesso esse tempo todinho? O gesso está fofo, estou com medo de ficar podre", disse.

Por nota, o HOF reconheceu que há alta demanda de pacientes no hospital, mas afirmou que não nega atendimentos e funciona normalmente, com equipes multiprofissionais atuando e abastecida de medicamentos. Informou, também, o procedimento de admissão que é feito na unidade durante a pandemia, em que todo paciente com algum sintoma de gripe é encaminhado para uma área específica do hospital. Destacou, ainda, que orienta os pacientes e acompanhantes sobre os cuidados contra o coronavírus.

Sobre os ratos, o hospital informou que atua, permanentemente, com equipes de limpeza e dedetização na unidade, realizando inspeção em suas dependências. Por fim, relatou que conta com equipe reforçada no setor de ortopedia ambulatorial para atender às demandas de rotina.

 

Nota do Hospital Otávio de Freitas na íntegra

A direção do Hospital Otávio de Freitas (HOF) reconhece a demanda de pacientes no hospital, mas ressalta que não nega atendimento, prestando a devida assistência para cada caso, agilizando exames e procedimentos, para dar rotatividade aos leitos, e encaminhando para outros serviços de referência e de retaguarda, quando necessário. Informa, ainda, que a unidade está funcionando normalmente, com as equipes multiprofissionais atuando e abastecida de medicamentos e insumos para acolhimento do público.

É importante destacar que todo paciente admitido na unidade, que apresente qualquer sintoma gripal ou relato contato com caso positivo para Covid-19, é notificado e encaminhado para uma área específica de internação que foi criada para este tipo de atendimento, ficando assim isolado dos demais pacientes que buscam o serviço. Este paciente é notificado como caso suspeito e passa a seguir todos os trâmites de acompanhamento médico, inclusive com a realização do exame RT-PCR. Portanto, no ambiente da emergência do Otávio de Freitas não há casos suspeitos para doença.

A unidade destaca que orienta os pacientes e acompanhantes a tomarem as medidas de controle sanitário contra a proliferação do novo coronavírus, como o uso de máscaras, higiene das mãos e distanciamento físico. Os profissionais também são qualificados permanentemente para seguir as recomendações sanitárias.

A direção do Hospital Otávio de Freitas informa também que atua, permanentemente, com equipes de limpeza e dedetização na unidade, realizando inspeção em suas dependências, visando a higienização dos ambientes, buscando, assim, prevenir a presença de roedores. É importante salientar, ainda, a necessidade de pacientes e acompanhantes armazenarem de forma adequada alimentos dentro do ambiente hospitalar, para auxiliar nas ações de higiene da unidade.

Por fim, sobre a denúncia de falta de ortopedistas no serviço, a direção do HOF esclarece que o setor de ortopedia ambulatorial conta com equipe reforçada para atendimento às demandas de rotina.

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias