segundo turno

João x Marília: relembre propostas de governo dos candidatos à prefeitura do Recife

Nos programas, há implantação de políticas de educação, saúde, moradia e geração de emprego para a gestão com início em 2021

Débora Oliveira Laís Arcanjo
Débora Oliveira
Laís Arcanjo
Publicado em 17/11/2020 às 12:46
Notícia

Bruno Campos/JC IMAGEM
Veja o que prometem os candidatos à prefeitura do Recife para os próximos anos de gestão do município - FOTO: Bruno Campos/JC IMAGEM
Leitura:

confere.ai
Matéria produzida pelo projeto Confere.ai em parceria com o Jornal do Commercio. - confere.ai

Já foi dada a largada para o segundo turno das eleições na capital pernambucana. Com 100% dos votos apurados no último domingo (15), a disputa para a prefeitura do Recife ficou entre João Campos (PSB), que teve 233.028 votos, correspondendo a 29,17% dos votos válidos, e Marília Arraes (PT), que recebeu 223.248 votos, o que equivale a 27,95%. O segundo turno das eleições municipais será realizado dia 29 de novembro. O Confere.ai relembra as principais propostas para os quatro anos de governo dos prefeituráveis.

João Campos (PSB)

O deputado federal João Campos concorre pela Frente Popular do Recife, junto à advogada Isabela de Roldão (PDT). Em sua proposta de governo, disponível para consulta no site do TSE, o candidato delimita as diretrizes que pautam sua candidatura sem citar nenhuma ação específica. Durante todo o 1º primeiro turno, no entanto, o candidato participou de sabatinas e encontros onde divulgou as ações que pretende tomar caso seja eleito.

Na área de garantia de direitos, cuidado e inclusão social, João promete concentrar esforços na primeira infância, com a construção do Hospital da Criança do Recife e aumento de vagas em creches. Junto a isso, o candidato do PSB promete desenvolver ações em promoção da saúde animal.

A questão habitacional, com um déficit de mais de 70 mil moradias, já foi levantada como uma preocupação do candidato. O crédito também é uma de suas apostas para melhorar a economia do Recife. Sua proposta é criar um programa de crédito popular de até R$3 mil, com acesso também a pessoas negativadas.

Com uma política de continuidade das ações da gestão atual, João anunciou a criação de um novo equipamento que reuniria serviços já existentes como a Sala do Empreendedor, Agência do Trabalho, cursos de qualificação e o Crédito Popular. Em seu plano de gestão, o candidato destaca a necessidade de desburocratização dos serviços da prefeitura, com foco em facilitar o ambiente de negócios.

Na área de planejamento urbano, o candidato propõe o resgate de projetos nos quais a prefeitura atua como protagonista ou parceira, como o Recife 500 Anos, o Plano Diretor do Recife, o Projeto Parque Capibaribe e outros. Dentre outras coisas, seu plano destaca a necessidade de investimento no transporte coletivo, pedestres e em meios não motorizados de deslocamento.

Acesse a cobertura completa feita pelo JC sobre as propostas já anunciadas por João Campos: https://jc.ne10.uol.com.br/search/?q=jo%C3%A3o+campos%2C+propostas

Marília Arraes (PT)

A coligação Cidade da Gente é encabeçada por Marília Arraes, atualmente deputada federal ligada ao Partido dos Trabalhadores. Durante todo o primeiro turno, a candidata prometeu uma gestão popular, com foco no diálogo com a população recifense. Quem a acompanha na disputa, candidato ao cargo de vice-prefeito, é o socioambientalista e advogado João Arnaldo Novaes (PSOL). Você pode conhecer o plano de governo completo, disponível no site do TSE, em dez páginas, clicando aqui.

Entre as prioridades de governo, na área de proteção social, saúde e assistência, Marília pretende criar ações de segurança alimentar, em consequência do agravamento da crise econômica, e implementar políticas públicas que promovam a proteção e desenvolvimento da infância e adolescência na cidade. Se eleita, Marília Arraes promete zerar a fila das creches do Recife. Na economia, o foco é a geração de emprego e renda, principalmente para os diretamente afetados pela pandemia da covid-19, com a criação de um fundo de cerca de R$ 50 milhões em crédito para empreendedores.

O investimento em recuperação de praças, parques e áreas verdes do Recife também está em pauta no plano de gestão da candidata. Além disso, a implantação de uma política de cultura com a volta do Movimento de Cultura Popular (MCP). Criado em 1960, no governo de Miguel Arraes, avô de Marília, é uma proposta de unir a educação e a cultura popular para emancipação dos trabalhadores, com a alfabetização e educação de base para jovens e adultos.

Para planejamento urbano, a garantia do acesso ao saneamento básico com abastecimento de água, a coleta e tratamento de esgoto e de resíduos sólidos e limpeza urbana. Já na área de habitação, Marília Arraes promete concluir as obras inacabadas dos conjuntos habitacionais presentes na capital.

O programa de governo também pretende combater as desigualdades através de programas de enfrentamento à miséria e a produção de campanhas que incentivem o combate ao preconceito, à discriminação e à exclusão social.

Acesse a cobertura completa feita pelo JC sobre as propostas já anunciadas por Marília Arraes: https://jc.ne10.uol.com.br/search/?q=Mar%C3%ADlia+arraes%2C+proposta

Confere.ai

Se você estiver em dúvida com algum link ou texto que circula em suas redes, pode checar no Confere.ai. Ferramenta automática de checagem, o Confere.ai utiliza inteligência artificial para analisar o nível de desinformação presente em conteúdos noticiosos. Para usar a plataforma é bem simples: basta acessar 'www.confere.ai' e colar o link ou texto desejado na barra de checagem. Em poucos segundos, o Confere apresenta o resultado.

Comentários

Últimas notícias