UNICAP

João Campos apresenta propostas de governo em sabatina promovida pela Unicap

Durante quase 1h30 de sabatina, que contou com a participação dos economistas, professor Valdeci Monteiro e professora Ana Cláudia Arruda, sob mediação do jornalista Daniel França, o prefeiturável também respondeu as questões relativas a habitação, saneamento, educação e turismo.

JC
JC
Publicado em 16/10/2020 às 22:02
Notícia

Rodolfo Loepert / Divulgação
João Campos apresenta propostas em sabatina da Unicap - FOTO: Rodolfo Loepert / Divulgação
Leitura:

 

Arte: JC
Eleições 2020 - Arte: JC

Política de prevenção a violência, cursos profissionalizantes na área de tecnologia e integração das áreas centrais do Recife. Estas foram alguma das propostas apresentadas pelo candidato a prefeito do Recife, o deputado federal João Campos (PSB), durante a sabatina promovida pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), na noite desta sexta-feira (16).

>> Pesquisa Ibope/JC/Rede Globo: Após guia eleitoral, João Campos aumenta vantagem na disputa pela Prefeitura do Recife

>> Ibope/JC/Rede Globo: Rejeição de João, Mendonça e Marília cai, e da Delegada Patrícia cresce no Recife

Um dos primeiros questionamentos feito ao socialista, foi com relação ao aumento da violência durante o período da pandemia, e se ele seria favorável ao armamento da guarda municipal, debate que tem sido feito principalmente pelos candidatos de oposição. Contrário ao armamento da guarda, João Campos afirmou que caberia à Prefeitura do Recife o papel de atuar na prevenção, e que não há estudos que comprovem a eficácia do armamento da guarda municipal em cidades de grande porte, na redução da violência.

“Poder de polícia ele pertence ao ente federado estado, com a Polícia civil e Militar. E o município tem o papel de fazer o ordenamento. Se a gente levar a semente de esperança e de oportunidade, a gente certamente dá oportunidade a aquele espaço ser mais seguro”, declarou. Ele ressaltou que a atual gestão do prefeito Geraldo Julio deverá concluir até o fim deste ano, a expansão de 80% da rede de iluminação LED no Recife. Além disso, o socialista também pretende ampliar as unidades do Centros Comunitários da Paz (Compaz).

>> Ibope/JC/Rede Globo: 55% não aprovam a gestão do prefeito Geraldo Julio (PSB) no Recife

No que tange a empregabilidade e capacitação profissional, o candidato a prefeito pela Frente Popular menciona o projeto Embarque Digital, que ofertar 500 bolsas de estudos em cursos tecnólogos que dialoguem diretamente com a demanda do Porto Digital - que possui 1.500 vagas em aberto. “Queremos discutir com o ecossistema do Porto Digital e as instituições de ensino superior da nossa cidade, seja ela privada, pública ou do terceiro setor, para a gente poder construir um currículo que dialogue com as necessidades e possa formar a nossa juventude. Vamos bancar 100% das bolsas para os alunos de escolas públicas”, explicou.

Durante quase 1h30 de sabatina, que contou com a participação dos economistas, professor Valdeci Monteiro e professora Ana Cláudia Arruda, sob mediação do jornalista Daniel França, o prefeiturável também respondeu as questões relativas a habitação, saneamento, educação e turismo.

>> João Campos apresenta proposta do Crédito Popular aos comerciantes do camelódromo do bairro de São José

Com um déficit habitacional de mais de 70 mil moradias no Recife, João Campos afirmou que o principal desafio é fazer um adensamento com qualidade e sem segregação. Ele pontua que não se trata apenas de resolver o problema das palafitas, mas das habitações de riscos em áreas de morro e casas sem habitabilidade. “Precisamos construir programas objetivos que possam fazer a expansão, porque o déficit habitacional de casa só tem um caminho de enfrentar ele, construindo moradia, evitar segregação e fazer o adensamento de qualidade”, declarou Campos, citando inclusive o estímulo à habitação de interesse social de forma verticalizada.

Partindo da habitação para outras áreas do Recife, o candidato também pretender integrar a área central da cidade através do projeto da Ilha de Antônio Vaz (que compreende os bairros de São José, Santo Antônio, Joana Bezerra e Cabanga) como uma forma de estimular o comércio, a habitação e ações de desenvolvimento especifico para essa região. 

O prefeiturável também falou sobre a proposta  que pretender colocar em prática, em parcerias com a própria academia. “Vamos instalar o Escritório de Projetos para criar parcerias entre a Prefeitura e as universidades no sentido de criar soluções para a cidade em diversas áreas, indo da elaboração do projeto de pavimentação e drenagem de uma rua, até ações para serem aplicadas na educação, por exemplo. Acredito que isso será um ganho para a cidade, já que muita coisa boa sai dos centros acadêmicos”, acrescentou.

Confira a sabatina com o candidato João Campos promovida pela Unicap:

 

 

 

Arte: JC
Eleições 2020 - FOTO:Arte: JC

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias