INVESTIGAÇÕES

Policiais militares são presos com fuzis e pistolas em Jaboatão dos Guararapes

A Polícia Militar recebeu uma denúncia envolvendo reféns. Durante as diligências, os agentes também apreenderam 1,5 tonelada de cocaína

JC
JC
Publicado em 17/01/2021 às 10:54
DIVULGAÇÃO/PM
CRIMINALIDADE Quantidade de materiais apreendidos chama a atenção - FOTO: DIVULGAÇÃO/PM
Leitura:

Atualizada às 18h48 da segunda-feira (18)

Dois policiais militares de Pernambuco, além de um militar da Bahia e outro homem, foram presos em Santo Aleixo, no município de Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife (RMR), com fuzis e pistolas nesse sábado (16). Segundo a PM, o 25° Batalhão recebeu uma denúncia envolvendo reféns em um loteamento próximo ao condomínio Alphaville. Na residência, a PM apreendeu 1,5 tonelada de cocaína. A caminho do local, equipes da Polícia Militar abordaram um veículo, com quatro ocupantes, em "atitude suspeita". O grupo foi autuado por três crimes, informou a Polícia Civil.

>> Justiça decreta prisão de PMs envolvidos no caso da 1,5 tonelada de cocaína apreendida

Segundo a PM, entre os ocupantes estavam dois policiais, sendo um da reserva e outro da ativa. Com eles, foram encontrados dois fuzis e cinco pistolas. Os suspeitos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Jaboatão dos Guararapes.

Após a abordagem dos suspeitos, equipes do Grupo Tático de Apoio Itinerante (GATI) foram até a casa localizada no loteamento. Segundo caseiros, os quatro homens estiveram no local, revirando toda a casa em busca de armas e drogas. Na residência, a polícia encontrou, aproximadamente, uma tonelada e meia de cocaína.

A PM também apreendeu diversos carregadores, 587 munições, rádio comunicadores, um carro, cinco celulares, R$ 450 em dinheiro, coletes balísticos, balaclavas (touca ninja), maçaricos, uma faca, uniformes da polícia, coturnos e pacotes de fita (silver tape). Os materiais apreendidos foram levados para a Delegacia de Polícia de Prazeres, que ficará responsável pela ocorrência.

Segundo informou a Polícia Militar, os policiais sob suspeita serão submetidos a procedimentos na Justiça Comum e também a procedimentos investigativos internos. A PM informou que há a possibilidade dos homens serem expulsos da corporação.

Em audiência de custódia, realizada na tarde desta segunda-feira (18), a Justiça decretou a prisão preventiva dos três policiais militares e de um outro homem detidos durante a operação que apreendeu armas, centenas de munições e 1,5 tonelada de cocaína em Jaboatão dos Guararapes. O grupo foi autuado em flagrante por violação de domicílio, associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e tortura. 

Comentários

Últimas notícias