VIOLÊNCIA

Suspeito de espancar companheira durante festa em Jaboatão é autuado por tentativa de feminicídio

Vítima chegou a desmaiar e foi socorrida para o Hospital da Restauração, no Recife. No mesmo dia, recebeu alta médica

JC
JC
Publicado em 18/01/2021 às 10:04
Notícia

REPRODUÇÃO
Um vídeo gravado por testemunha mostra o momento em que o suspeito inicia a pancadaria contra uma mulher - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

Com informações do repórter Elthon Amado, da TV Jornal

Um homem de 34 anos foi preso em flagrante nesse domingo (17) pelo crime de tentativa de feminicídio. Ele é suspeito de ter agredido sua companheira, de 32, no meio da rua durante uma festa no bairro de Sucupira, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, no sábado (16), até ficar desacordada.

Testemunhas filmaram a cena: as imagens mostram um grupo de pessoas participando de uma festa, quando um homem inicia a pancadaria contra uma mulher. Ela foi jogada em uma churrasqueira acesa e depois espancada a socos e pontapés, que não cessam mesmo após a vítima cair no chão. Em um momento, algumas testemunhas tentam impedir o espancamento. A vítima sai cambaleando e cai desmaiada.

Você pode ver o vídeo, que foi parcialmente exibido, no Bronca 24h, da TV Jornal, desta segunda-feira (18), a partir de 7'50''. Alerta de imagens fortes.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e a vítima foi socorrida. Ela foi levada até o Hospital da Restauração, no Derby, Centro do Recife, onde passou por exames e ficou em observação pela equipe de neurologia, e teve alta médica às 22h45 do mesmo dia.

O suspeito fugiu do local. Revoltados, os moradores teriam quebrado a moto dele. A polícia o encontrou no domingo (17). Ele foi levado para a Delegacia de Jaboatão dos Guararapes e será encaminhado para audiência de custódia.

#UmaPorUma

A violência contra a mulher é constante e frequentemente acaba em tragédia. Existe uma história para contar por trás de cada feminicídio, em Pernambuco. O especial Uma por uma contou todas. Em 2018, o projeto mapeou onde as mataram, as motivações do crime, acompanharam a investigação e cobraram a punição dos culpados. Um banco de dados virtual, com os perfis de vítimas e agressores, além dos trágicos relatos que extrapolam a fotografia da cena do crime. Confira o especial Uma por Uma, sobre feminicídio.

Comentários

Últimas notícias