interdição

Procon-PE interdita arena society que realizava jogo de futebol com aglomeração em Jaboatão dos Guararapes

Decreto do Governo de Pernambuco só autoriza realização de jogos de futebol profissional

Bruna Oliveira
Cadastrado por
Bruna Oliveira
Publicado em 08/04/2021 às 12:48 | Atualizado em 08/04/2021 às 13:02
DIVULGAÇÃO/PROCON-PE
Arena em Zumbi do Pacheco, em Jaboatão dos Guararapes, foi interditada na noite dessa quarta-feira (7) - FOTO: DIVULGAÇÃO/PROCON-PE
Leitura:

Uma arena society localizada no bairro da Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, foi interditada pelo Programa de Proteção e Defesa do Consumidor de Pernambuco (Procon-PE) na noite dessa quarta-feira (7). No local, além de estar sendo realizada uma partida de futebol, havia aglomeração de pessoas na arquibancada.

Além da interdição, a arena será multada por descumprir o decreto do Governo do Estado, que tem como objetivo combater a pandemia da covid-19. Segundo as regras do governo estadual, apenas jogos de futebol profissional podem ser realizados.

Os profissionais do Proncon-PE chegaram até a Arena Society IV 10 após denúncias de consumidores. Durante a fiscalização, cerca de 80 pessoas, entre elas crianças, estavam assistindo ao jogo e algumas não utilizavam máscara de proteção. A partida foi encerrada e o público retirado do estabelecimento.

“É inadmissível que diante deste cenário as pessoas ainda insistam com atos irresponsáveis como este. A população também precisa colaborar ou demoraremos ainda mais para superar tudo isso”, disse o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

Neste mês de abril o Procon-PE fiscalizou 126 estabelecimentos, resultando em sete autuados e quatro interditados. Participam das fiscalizações a Polícia Militar, a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros e a Agência Vigilância Sanitária de Pernambucana (Apevisa).

Outra arena interditada em Jaboatão

Em março, uma outra arena society foi interditada pelo Procon-PE em Jaboatão dos Guararapes. Na Arena Tsunami, que fica no bairro Zumbi do Pacheco, a proibição de funcionamento também aconteceu porque o local promovia um jogo de futebol denominado como "Desafio 1 para 1", e contava com um público de mais de 200 pessoas. Na ocasião, quatro delas foram levadas para a Delegacia de Prazeres.

Quando o Procon chegou na Arena Tsunami, os portões do local estavam fechados e as luzes foram desligadas. No entanto, quando o órgão conseguiu entrar no ambiente, muitas pessoas fugiram por um portão nos fundos do estabelecimento. Porém, apesar da fuga de alguns, a polícia conseguiu deter 84 pessoas; muitas delas estavam sem máscara. O público presente no local, aliás, contava com adultos, crianças e adolescentes, e as pessoas que estavam na arena confirmaram que mais de 200 estavam no ambiente.


Comentários

Últimas notícias