PANDEMIA

Por falta de vacina, 3.719 pessoas não receberam segunda dose do imunizante Sinovac/Butantan em Igarassu, no Grande Recife

Segundo especialistas, a segunda dose é essencial para obter a eficácia da imunização prometida nos estudos dos imunizantes

Julianna Valença
Julianna Valença
Publicado em 16/06/2021 às 14:07
Notícia
JACK GUEZ / AFP
Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde pediu propina de 1 dólar por dose de vacina - FOTO: JACK GUEZ / AFP
Leitura:

Com informações da TV Jornal

Moradores da cidade de Igarassu, no Grande Recife, denunciam a falta da segunda dose do imunizante Sinovac/Butantan na creche Tia Emocy, localizada em Cruz de Rebouças. O local é um dos seis pontos de vacinação disponibilizados pelo município. Segundo especialistas, a segunda dose é essencial para obter a eficácia da imunização prometida nos estudos das vacinas.

É nessa situação que se encontra o motorista Edvaldo Alves de Lima, ele deveria ter recebido a última dose no início de maio, mas até o momento, não conseguiu. "Eu tive aqui [creche Tia Emocy] na semana passada. Nada. Estou vindo hoje, aí falaram que só na segunda ou na terça. Mas fazer o que né? Eu estou empurrando com a barriga", lamenta Edvaldo Alves de Lima.

 

>> Pernambuco tem um milhão de imunizados com duas doses de vacina contra covid-19

>> Covid-19: faltosos da segunda dose da vacina somam mais de 9,2 mil pessoas no Recife

 

A recomendação dos especialistas é de que a segunda dose da vacina Sinovac/Butantan seja aplicada 21 dias após a primeira aplicação. Mas não foi o que aconteceu também com Maria Sônia. A dona de casa recebeu a primeira parte do imunizante no dia 5 de abril, e deveria receber a segunda no dia 26 do mesmo mês. Hoje, com mais de dois meses após a data, ela ainda não conseguiu o reforço. "Já passou o dia da gente tomar. Ela disse para eu vim na outra semana", relata dona Maria Sônia após mais uma tentativa frustrada de receber a última dose.

De acordo com o  secretário de Saúde de Igarassu, Igor Morais, são cerca de 3719 pessoas que sofrem com a mesma situação de seu Edvaldo Alves e Maria Sônia. Ele reconhece a gravidade do problema enfrentado e diz que o município aguarda novas remessas do imunizante Sinovac/Butanta sejam enviadas pelo Estado.

"Igarassu desde abril já sinalizou que precisava receber essas doses para completar o esquema de vacinação dessas pessoas. A gente recebeu a informação de que hoje o Instituto Butantan entregou 1 milhão de doses ao ministério da saúde. Nos próximos dias o ministério deve estar passando para municípios", afirma o secretário. "Quando chegarem [as novas doses] vamos avisar com carros de som, imprensa e os nossos canais oficiais e essas pessoas não vão precisar agendar", finalizou. 

Comentários

Últimas notícias