CARNAVAL 2022

Homem da Meia-Noite cancela desfile presencial no Carnaval 2022; saiba os detalhes

Em nota, uma das agremiações mais importantes do Carnaval de Pernambuco explicou que a decisão foi tomada após uma avaliação do cenário atual da pandemia no País

Bruno Vinicius
Bruno Vinicius
Publicado em 30/11/2021 às 12:01
Notícia
CIRO GUIMARÃES/DIVULGAÇÃO
ANÁLISE Luiz Adolpho, presidente do bloco, já havia dito em coletiva que o desfile iria depender do cenário da pandemia - FOTO: CIRO GUIMARÃES/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Ainda sem um pronunciamento oficial das autoridades sobre o Carnaval em 2022, o Homem da Meia-Noite cancelou seu desfile presencial para a próxima Festa do Momo. Agremiação chegou a fazer uma coletiva de imprensa para anunciar a celebração dos seus 90 anos de história, no início de novembro, com o tema "Ferver: uma homenagem ao nosso frevo". Segundo a diretoria, a decisão foi tomada após uma avaliação do cenário atual da pandemia no País. 

>>"Ferver!", uma homenagem ao frevo, é o tema dos 90 anos do Homem da Meia-Noite, de Olinda, para Carnaval de 2022

"O momento ainda é de muita cautela e o clube acredita que o fundamental é preservar vidas. Agradecemos a compreensão de todos os apaixonados pelo Calunga. Em 2022, estaremos todos juntos, de uma forma ou de outra, para celebrar os 90 anos do Gigante. Mas a vida em primeiro lugar. Acreditando sempre em dias melhores", afirmou a nota do bloco.

Em um vídeo, Luiz Adolpho, que é o diretor do Homem da Meia-Noite, comunicou que avaliou os cenários e as autoridades sanitários. "Chegamos à conclusão que seria uma decisão de alto risco à vida a realização do nosso Carnaval presencial. Portanto, pelo bem da vida e da vida de todos, resolvemos cancelar uma possível saída presencial da nossa agremiação em 2022", contou o diretor.

CONFIRA O PRONUNCIAMENTO:

O que dizem as autoridades?

Na última coletiva do Governo de Pernambuco, nessa quinta-feira (25), o secretário de saúde, André Longo, afirmou que a decisão do Carnaval não deve sair neste ano. "Muito provavelmente a decisão sobre o Carnaval não será tomada esse ano. Nós vamos observar o cenário epidemiológico para a tomada de decisão. Não temos pressa para fazer isso", frisou Longo.

"A gente respeita muito todo o contingente que está envolvido no Carnaval, até por isso mesmo que a gente tem que observar os cenários e observar o que está acontecendo no mundo, o que está acontecendo no Brasil para a tomada de decisão com o maior suporte científico possível", complementou no pronunciamento.

Cremepe também ficou contra

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Pernambuco (Cremepe) também se posicionou contra a realização dos festejos em fevereiro, em decorrência de uma nova onda em países da Europa e da África. "O Cremepe entende que a realização de eventos com aglomerações como festas de final de ano e carnaval, devem ser evitadas até o seguro controle da pandemia, ante o risco de aumento de casos e mais mortes pela covid-19", confirmou a instituição em comunicado.

E os prefeitos?

Enquanto isso, o prefeito João Campos se reúne com quatro capitais brasileiras - Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador -, para discutir soluções para a realização do Carnaval. A Cidade segue sem confirmar, ainda, se haverá um cancelamento ou data para a Festa do Momo.

Comentários

Últimas notícias