Pandemia

Geraldo Julio critica diferença de orientação do governo Bolsonaro contra o coronavírus

O Prefeito do Recife voltou a falar sobre a diferença nas orientações do governo federal, estadual e municipal durante a pandemia

Gabriela Carvalho
Gabriela Carvalho
Publicado em 12/05/2020 às 9:20
Notícia
Arquivo/JC Imagem
Geraldo Julio falou sobre novas medidas de isolamento anunciadas nesta segunda-feira 911) - FOTO: Arquivo/JC Imagem
Leitura:

O Prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), voltou a criticar as orientações contrárias entre os níveis de governo no que tange ao combate da pandemia de coronavírus. Geraldo alegou que essas orientações diferentes confundem a cabeça da população sobre qual orientação deve realmente seguir.

>> Pernambuco endurece isolamento contra coronavírus em cinco municípios; veja locais e novas regras

"Tem governo dando orientações contrárias. O governo federal orienta que as pessoas saiam de casa e vivam normalmente, já os governos estaduais e municipais trabalham pelo isolamento com os dados científicos. Isso causa uma confusão na cabeça das pessoas. A população fica sem saber que orientação cumprir".

>> Quarentena rigorosa em Pernambuco: um remédio amargo, forte e necessário

Ainda tecendo críticas sobre o governo federal, o socialista ressaltou que a desigualdade social seria outro fator para que as pessoas não respeitassem as medidas de isolamento. 

>> Veja tira-dúvidas sobre o decreto de quarentena em Pernambuco contra o coronavírus

"A gente viu nos países ricos que eles agiram muito rapidamente e na primeira, segunda semana já estavam fazendo um auxilio das famílias para que elas pudessem cumprir o isolamento. A gente sabe que tem pessoas que não cumprem com o isolamento por quê faltou o auxilio do governo federal para que elas pudessem ficar em casa". 

>> Prefeituras dos municípios do Grande Recife aprovam novas regras de isolamento

Em entrevista ao Bom Dia Pernambuco, nesta terça-feira (12), o prefeito explicou a decisão de enrijecer as medidas apenas agora no mês de maio. "Se é difícil no Brasil fazer esse fechamento mais rígido, é importante que a gente escolha bem quando fazer e por quanto tempo fazer. Então foi escolhida a segunda quinzena de maio, de 16 a 31, com base em dados e estudos científicos". explicou.

>> Saiba quais são as atividades essenciais autorizadas a funcionar em Pernambuco durante a pandemia do coronavírus

A Prefeitura do Recife anunciou medidas mais duras de isolamento nesta segunda-feira (11). Entre as novas medidas de proteção anunciadas, que estarão em vigor entre os dias 16 e 31 de maio, estão o rodízio de veículos, com a circulação separada por placas ímpares e pares, bem como a instalação de pontos de controle e a realização de ações de fiscalização. Os veículos sem autorização para circular serão orientados a retornar para casa, caso haja insistência o veículo pode ser apreendido.  


O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias