Eleições 2020

No Recife, Marco Aurélio diz que é o candidato de Bolsonaro

Em entrevista ao programa Resenha Política, o pré-candidato a prefeito fez questão de frisar que, desde 2018, apoia o presidente da República

JC
JC
Publicado em 14/08/2020 às 21:01
Notícia
REPRODUÇÃO
Eu votei, defendi e todas as minhas propagandas incluíam o 17. Nunca escondi isso de ninguém. Em 2018, eu estava com Bolsonaro, botei comitê com Bolsonaro. Agora, é muito fácil alguém querer dizer que é Bolsonaro, quando em 2018 não esteve com ele", disse Marco Aurélio (PRTB) - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

.
Eleições 2020 - .

 

No mesmo dia em que o Instituto Datafolha divulgou uma pesquisa apontando que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) possui, atualmente, a melhor avaliação desde o início do seu governo (37% dos entrevistados consideram seu governo bom ou ótimo), o deputado estadual Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB) definiu-se como o verdadeiro pré-candidato bolsonarista à Prefeitura do Recife. O parlamentar foi o entrevistado desta sexta-feira (14) do programa Resenha Política, que está fazendo uma série de lives com os pré-candidatos a prefeito da capital, e fez questão de frisar que defende o presidente desde 2018.

"Eu votei, defendi e todas as minhas propagandas incluíam o 17. Nunca escondi isso de ninguém. Em 2018, eu estava com Bolsonaro, botei comitê com Bolsonaro. Agora, é muito fácil alguém querer dizer que é Bolsonaro, quando em 2018 não esteve com ele", disse.

O assunto já tinha sido abordado por Marco Aurélio em seu perfil em uma rede social nesta semana. Ao publicar o vídeo de uma participação no Resenha Política do dia 26 de abril de 2019, ele afirmou que "nunca teve medo de defender o presidente".

>> "Estou muito confiante de que a nossa candidatura é competitiva", diz Daniel Coelho sobre disputa pela Prefeitura do Recife

>> "Entramos como uma via alternativa", enfatiza Charbel Maroun sobre corrida à Prefeitura do Recife

>> ''De minha parte, a campanha não vai ser de baixaria'', diz Marília Arraes sobre oposição ao PSB

>> "Tenho condições de governar bem a cidade, sou ficha limpa", diz Mendonça Filho sobre ser o nome da oposição na disputa do Recife

>> Isabella de Roldão diz estar aberta para vaga de vice na chapa de João Campos

 

O deputado tem o apoio do vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB). O presidente Bolsonaro não anunciou apoio a nenhuma pré-candidatura à Prefeitura do Recife e, em recentes entrevistas, disse que não deve se envolver nas eleições municipais pelo País.

Durante a entrevista, Marco Aurélio também voltou a alfinetar oposicionistas. Ao ser questionado sobre a crítica que fez ao ex-governador e ex-ministro da Educação Mendonça Filho (DEM) porque não teria tido seu nome incluído em uma pesquisa de intenção de votos encomendada pelo democrata, Marco Aurélio afirmou que havia comunicado a sua candidatura poucos dias antes a Mendonça e, por isso, se entristeceu com o incidente.

De maneira indireta, o parlamentar ainda criticou seu companheiro de Assembleia Legislativa Alberto Feitosa (PSC), que também é pré-candidato no Recife e se intitula bolsonarista. "No Recife Antigo, o que foi feito pelo turismo? Nada. Tem gente aí que foi secretário de Turismo e está querendo ser candidato de Bolsonaro", declarou.
Mendonça preferiu não comentar as declarações, Feitosa também não quis se pronunciar.

 

Eleições 2020: Marco Aurélio (PRTB), pré-candidato à Prefeitura do Recife, no Resenha Política | 14/08/2020

#EleiçõesSJCC - Marco Aurélio (PRTB), pré-candidato à Prefeitura do Recife, é o entrevistado do #ResenhaPolítica desta sexta-feira (14). Igor Maciel (Coluna Cena Política) e Jamildo Melo (blog de Jamildo) conversam com o deputado estadual sobre as #Eleições2020. Acompanhe a entrevista no programa da #TVJC.

Publicado por Jornal do Commercio em Sexta-feira, 14 de agosto de 2020

Quando foi perguntado sobre sua falta de experiência no Poder Executivo, o parlamentar disse não estar preocupado com este fato e que tem capacidade para exercer o cargo de prefeito assim como o presidente, que também não tinha experiência quando eleito. "Bolsonaro nunca foi governador, ministro, prefeito e é presidente. Apesar de que eu acho que tenho experiência. Fui secretário-executivo de Sileno Guedes (secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, presidente estadual do PSB e ex-secretário de governo de Eduardo Campos), não tenho problema em dizer isso, em um momento que Eduardo não conversava com entidades sociais. Fui escolhido quando Suape queria parar. Depois disso votei em Bolsonaro em 2018, cheguei na Alepe como líder da oposição e defendi a reforma da Previdência", argumentou o deputado.


Sobre as administrações petistas no Recife, o parlamentar disse que "discorda de tudo, mas pelo menos eles fizeram algo". Com o prefeito Geraldo Julio (PSB), no entanto, ele não foi tão ameno. "Eu acho que a eleição do Recife vai ser marcada por um plebiscito entre quem fez e quem não fez algo pela covid-19. Com o prefeito Geraldo Julio nós tivemos respiradores de porcos, médicos sem receber seus salários há cinco meses, mais de 3 mil profissionais da área de saúde que não receberam equipamentos de segurança. (...) O PSB errou muito no combate à covid-19", destacou. A assessoria do prefeito foi procurada, mas não retornou à tentativa de contato até a publicação desta matéria.

.
Eleições 2020 - FOTO:.

Comentários

Últimas notícias