EleiçõesSJCC

Vice indicado por Túlio Gadelha para compor a chapa com João Campos poderá ser rifado pelo PSB e pelo próprio PDT nacional

O nome do enfermeiro Rodrigo Patriota, que tem uma postura crítica as gestões do PSB no Governo do Estado e na Prefeitura do Recife, foi visto pelos socialistas como uma tentativa de Túlio de inviabilizar a aliança entre os dois partidos.

Mirella Araújo
Mirella Araújo
Publicado em 11/09/2020 às 18:23
Notícia
Diego Medeiros / Divulgação
O enfermeiro Rodrigo Patriota foi indicado pelo diretório municipal do PDT, presidido por Túlio Gadêlha, para compor a vice na chapa encabeçada por João Campos (PSB) - FOTO: Diego Medeiros / Divulgação
Leitura:

 

.
Eleições 2020 - .

 A indicação do nome do enfermeiro Rodrigo Patriota (PDT) para compor a vaga de vice na chapa encabeçada pelo pré-candidato a prefeito pelo PSB, o deputado federal João Campos, pode sofrer intervenção da executiva nacional do PDT. Após a última reunião do diretório municipal pedestista, de uma série de três encontros realizados nos últimos dias, o então pré-candidato a prefeito Túlio Gadêlha, anunciou nesta sexta-feira (11), a sua desistência da corrida majoritária. Em contrapartida, apresentou o enfermeiro como uma oportunidade aos socialistas de fazerem uma autocrítica dos erros cometidos nesses quases oito anos à frente da Prefeitura do Recife.

>> PDT e PSOL fecham aliança para disputar a Prefeitura de Olinda

>> Túlio Gadêlha anuncia posicionamento definitivo do PDT no Recife nesta sexta-feira (11)


A decisão foi referendada por meio de uma votação apertada - foram 12 votos a favor de Rodrigo Patriota contra 10 votos a favor da pré-candidata a vereadora, Adriana Rocha. Apesar do deputado federal Túlio Gadêlha e o próprio Patriota pontuarem que a decisão anunciada nesta sexta-feira, ocorreu de forma democrática através de um consenso, nos bastidores a informação é de que clima foi de tensão. O nome de Adriana já era aguardado pelo PSB, mas Gadêlha teria articulado a indicação do enfermeiro para mostrar sua insatisfação em ter que desistir da disputa e estremecer as negociações de permanência do seu partido na Frente Popular do Recife.

>> Anúncio de Túlio Gadêlha é tratado como "desrespeito" por aliados do PSB

“Túlio foi convencido de que teria que desistir do processo e acabou saindo da pior forma possível, porque criou um constrangimento para o partido. O nome de Rodrigo Patriota não será aceito pelo PSB. Isso não é porque ele possui uma postura crítica a gestão, mas por ser totalmente e radicalmente contra o PSB”, declarou um socialista, em reserva.

A indicação também não agradou os partidos aliados que compõe a Frente Popular do Recife, liderado por Campos. "O MDB desistiu de pleitear a vaga de vice porque entendeu que era importante ter o PDT no palanque, importante para o projeto coletivo. A indicação feita pelo deputado Túlio Gadêlha é desrespeitosa com a história do MDB e do senador Jarbas Vasconcelos (MDB)", disse Murilo Cavalcanti (MDB), que é secretário municipal de Segurança Urbana, a coluna Cena Política

O PDT manterá a data convenção partidária para o dia 16 de setembro - prazo limite para a homologação das candidaturas. Já o PSB, realiza a convenção um dia antes, na terça-feira (15), em formato online. “Esses próximos dias serão de conversas intensas e as executivas nacionais já foram acionadas para que tudo possa ser rearrumado”, explica o socialista.

>> Com a presença de Carlos Lupi, PDT aguarda posição sobre Prefeitura do Recife

O PSB voltou a cobrar gestos de reciprocidade com o PDT, afirmando que poderia ampliar a suspensão das alianças firmadas em 25 cidades com mais de 200 mil eleitores, para 40 municípios. Agora, espera-se que o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, possa indicar Adriana Rocha, que foi candidata ao Senado, nas eleições de 2018, pela Rede Sustentabilidade. O nome da ex-vereadora do Recife, Isabella de Roldão, que tem o aval da executiva estadual do PDT, também não está totalmente descartado. 

Sobre o papel que cumprirá após o anuncio de desistência da candidatura, Túlio afirma que atenderá ao pedido de Carlos Lupi de trabalhar pelo fortalecimento do partido em outras cidades. “Eu tenho o compromisso de ajudar o PDT em várias candidaturas, nós temos candidato em Jaboatão, da advogada Maíra Vilar. Em Olinda, temos a candidatura do advogado Guto Santa Cruz. Nós também temos ajudado nas articulações para a candidatura do presidente da Câmara de Paulista, Fábio Barros. Além de manter prefeituras importantes. O presidente Carlos Lupi também me pediu ajuda em outros projetos nacionais como no Rio de Janeiro com Martha Rocha, e em Porto Alegre com a candidatura de Juliana Brizola”, explicou o parlamentar.


POSTURA CRÍTICA

Durante a coletiva de imprensa concedida nesta sexta-feira, o enfermeiro Rodrigo Patriota afirmou que o espaço que pretende ocupar na aliança a ser consolidada com o PSB, é de uma figura que possa apresentar propostas construtivas em diversas áreas como saúde, educação, mobilidade. “O Recife, é a segunda capital do Brasil com maior índice desigualdade social, segundo avaliação do Cidades Sustentáveis. Isso muito provavelmente acarretou, na alta taxa de mortalidade e contaminação dessa pandemia (covid-19)”, disparou Patriota, que até então era colocado como pré-candidato a vereador do Recife.

“Esperamos que dentro do PSB exista esse espaço para o reconhecimento de erros, como foi colocado por Túlio. O que nós queremos é voltar a dar orgulho ao recifense. Espero que João Campos possa dar esse espaço, passarei de um crítico ferrenho, a uma parte de proposição”, completou Patriota.

Ao ser questionado pela reportagem do JC, sobre como avalia a pré-candidatura do PSB, o pedetista respondeu que a escolha por João Campos é legítima, que teve votação expressiva para se eleger deputado federal. “Acredito que ele vai ter essa abertura de diálogo de entender as demandas que o PDT Recife quer propor”, afirmou.

Nas redes sociais, Rodrigo Patriota evidencia a sua postura crítica não só com a Prefeitura do Recife, mas com relação ao Governo do Estado. Em algumas publicações, ele acusa a gestão socialista de cometer “vários crimes humanitários em investigação” e usa a hashtag #ForaPSB.

REPRODUÇÃO/TWITTER
Postagem no Twitter de Rodrigo Patriota - REPRODUÇÃO/TWITTER

 

.
Eleições 2020 - FOTO:.
REPRODUÇÃO/TWITTER
Postagem no Twitter de Rodrigo Patriota - FOTO:REPRODUÇÃO/TWITTER

Comentários

Últimas notícias