ELEIÇÕES 2020

Em dia de operação da PF no Recife, vice de Marília Arraes diz que vai se juntar com quem não admite corrupção

O advogado João Arnaldo (PSOL) será o companheiro da deputada federal na disputa pela Prefeitura do Recife em novembro

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 16/09/2020 às 15:58
Notícia

Ricardo Labastier/Divulgação
CONVENÇÃO DO PT Marília Arraes é oficializada candidata à Prefeitura do Recife - FOTO: Ricardo Labastier/Divulgação
Leitura:

JC
Eleições 2020 - JC

No dia em que a Polícia Federal (PF) deflagrou uma operação para apurar supostas irregularidades cometidas pela Prefeitura do Recife e pela Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes no combate à pandemia do novo coronavírus, o advogado João Arnaldo (PSOL), candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Marília Arraes (PT), afirmou que vai se juntar com quem quer fazer uma cidade que "não admite corrupção".

» 'Eleição não se ganha por W.O, mas se disputa nas urnas', diz Marília Arraes, oficializada pelo PT como candidata no Recife

"Recife começa a mudar no dia de hoje. Porque vamos ouvir e nos juntar com quem quer fazer uma cidade que sabe usar melhor o orçamento, que sabe gastar bem os recursos, que não admite corrupção, que não aceita educação sem qualidade e a saúde desperdiçando recursos", afirmou o companheiro de chapa de Marília Arraes, durante a convenção que homologou a candidatura da petista à prefeitura recifense.

» PF cumpre mandado de prisão temporária em operação que mira prefeituras do Recife e Jaboatão

» PF prende empresário em operação que mira supostos desvios em contratos da covid-19 nas prefeituras do Recife e Jaboatão

Convenção

A deputada federal Marília Arraes (PT) foi oficializada, nesta quarta-feira (16), como candidata a prefeita nas eleições de novembro pela coligação Recife Cidade Inteligente, que reúne, além do PT, PSOL, PTC e PMB. O advogado e ex-superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), João Arnaldo (PSOL), foi escolhido para vice da chapa majoritária.

“Esta é uma candidatura que desagradou muita gente que tinha um projeto de poder para, talvez, os próximos 20 ou 30 anos, e achava que poderia tirar a liberdade das pessoas de escolher seu representante. Mas eleição não se ganha por W.O, mas se disputa nas urnas, com debate de ideias e projetos para a cidade", afirmou Marília, em referência às movimentações feitas pelo PSB para tirá-la disputa pela prefeitura e, por tabela, levar o PT para o palanque da Frente Popular.

A petista afirmou que vai defender o legado do seu partido na Prefeitura durante a campanha eleitoral. “As últimas grandes intervenções que houve na cidade foram graças ao PT. Vamos retomar esse legado olhando para o futuro, fazendo propostas, caminhando pelo mesmo caminho, mas de uma forma diferente”, declarou a candidata. Citando seu avô, o ex-governador Miguel Arraes, Marília terminou seu discurso afirmando que está preparada para fazer o possível. "O impossível o povo nos ajudará a fazer".

Além dos nomes de Marília e João Arnaldo, a convenção também confirmou a chapa proporcional à Câmara dos Vereadores do Recife. A reunião partidária, iniciada com uma hora de atraso, às 11h, e foi transmitido pelas redes sociais de Marília Arraes e na página oficial do PT no Facebook.

Apoios

Vídeos dos representantes dos quatro partidos que compõem a coligação, da chapa de candidatos à Câmara Municipal, de artistas e apoiadores de Marília foram transmitidos no evento. A candidata do PT, durante seu discurso, destacou a importância da aliança em torno do seu nome. “"Queria agradecer a todos os companheiros que se juntaram a nós nessa caminhada, a todos que estão neste projeto conosco", assinalou a petista, citando os presidentes dos partidos que lhe dão sustentação.

O senador Humberto Costa também fez fala na convenção de Marília Arraes. O parlamentar disse que fará campanha ao lado da correligionária e a aconselhou a nacionalizar a eleição. "Temos que, nessa eleição, combater o bolsonarismo e a extrema-direita, buscar o legado do PT, que em quatro administrações mudou a cara do Brasil, portanto, essa deverá uma linha de sucesso nesse enfrentamento que teremos agora", frisou o senador. "Temos dois trunfos que ninguém tem: Lula e o PT", enfatizou Humberto.

» Priscila Krause será a vice de Mendonça Filho na disputa pela Prefeitura do Recife

» Desafeto de Bolsonaro, Bivar vai de cabeça na campanha da Prefeitura do Recife

Costa defendeu ainda que o PSB não deve ser o principal adversário do PT e que as duas siglas devem estar juntas no segundo turno. "Precisamos entender nessa campanha quem são nossos adversários reais e quais não são. Nossos adversários são essa direita que está aí”, pontuou o senador, citando os candidatos do Podemos e DEM, Patrícia Domingos e Mendonça Filho, respectivamente.

“Não creio que seja o PSB nosso principal adversário, mas isso não significa que não vamos demarcar nossas posições e diferenças. No entanto, vamos trabalhar para que estejamos no segundo turno”, completou, lembrando as eleições ao governo do Estado em 2006, quando, na segunda etapa da disputa, o PT declarou apoio a Eduardo Campos, contra Mendonça.

Humberto faz parte da ala do partido que era a favor da manutenção da aliança com o PSB já no primeiro turno e contra a candidatura própria. Também integram esse grupos os presidentes do PT estadual, o deputado Doriel Barros, e municipal, Cirilo Mota. A exemplo do senador, ambos os dirigentes gravaram vídeos de apoio a Marília.

Outros nomes como os ex-presidentes petistas Lula e Dilma, os deputados federais Marcelo Freixo (PSOL-RJ), Benedita da Silva (PT-RJ), a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT) e o líder do MTST, Guilherme Boulos (PSOL-SP), também gravaram depoimentos para a convenção. Lula chegou a dizer que está "certo que o Brasil vai ter a primeira mulher prefeita de sua história". Já o presidente do PSOL em Pernambuco, Severino Alves, antes cotado para ser vice na chapa, elogiou a aliança. "Não tenho dúvida que a aliança terá a capacidade de reencantar a nossa cidade e reconstruir novos rumos", comentou.

» Lula volta a defender Marília: Está pronta para ganhar as eleições no Recife

Apesar dos apoios, um fato chamou atenção. Petistas históricos, que disputarão uma cadeira de vereador nas eleições de novembro, como o ex-prefeito João da Costa e os ex-vereadores Osmar Ricardo e Jurandir Liberal, não fizeram menção à candidatura de Marília em seus discursos.

Operação 'Desumano'

Na manhã desta quarta-feira (16), as secretarias de Saúde das prefeituras do Recife e de Jaboatão dos Guararapes foram alvo da operação “Desumano”, deflagrada pela PF, em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU), o Ministério Público Federal (MPF) e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de Pernambuco (GAECO/PE).

Na ação, que apura supostas irregularidades em Contratação de Organização Social de Saúde (OSS) para gerenciamento de serviços de saúde, com recursos provenientes do Ministério da Saúde para ações de combate à covid-19, mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos, e um empresário foi preso temporariamente.

JC
Eleições 2020 - FOTO:JC
REPRODUÇÃO
João Arnaldo é candidato a vice-prefeito pela coligação Recife Cidade Inteligente, que reúne PT, PSOL, PTC e PMB - FOTO:REPRODUÇÃO

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias