CASA DE JOSÉ MARIANO

Vereador quer proibir uso de patente militar na Câmara do Recife

Na justificativa do requerimento, o vereador afirma que o "tratamento diferenciado" gera desigualdade e desconforto a quem visita a Câmara

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 15/02/2021 às 9:11
Notícia
REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS
SEGURANÇA Sem provas, Dilson Batista disse que mortos eram bandidos - FOTO: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS
Leitura:

Um requerimento do vereador Dilson Batista (Avante), que deve ser votado nesta segunda-feira (15) na Câmara Municipal do Recife (CMR) proíbe que as pessoas sejam tratadas nas dependências da Casa ou em documentos e atividades relacionadas ao Poder Legislativo recifense com base em patentes militares, como sargento, coronel, capitão, entre outras.

Na justificativa do requerimento, protocolado em 8 de fevereiro de 2021, o vereador afirma que o “tratamento diferenciado” gera desigualdade e desconforto a quem visita a Câmara. “Além de não ser ético, nem coerente esse tipo de tratamento entre os servidores, impõe um clima de desigualdade e desconforto ao cidadão comum que frequenta diariamente esta Casa Legislativa”, afirma o parlamentar.

Na última quinta-feira (11), Dilson Batista, que é policial militar, foi eleito presidente da Comissão de Segurança Cidadã da Câmara Municipal do Recife.

Ordem do dia

O requerimento deve ir à apreciação dos vereadores recifenses por volta das 10h desta segunda, quando os parlamentares também devem debater sobre outras iniciativas, como requerimentos para pavimentação de ruas, limpezas de canais, instalação de lâmpadas de LED, além da criação de uma comissão suprapartidária de apoio, acompanhamento e fiscalização da Rede de Ensino Municipal do Recife.

Comentários

Últimas notícias