Eleições 2022

Alessandra Vieira diz ver 'com bons olhos' a disposição de Miguel Coelho em concorrer ao governo de Pernambuco

A deputada estadual é do PSDB, partido que tem outro nome cotado para disputar o pleito do próximo ano, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra. A tucana diz, contudo, que o escolhido pela oposição será anunciado 'no momento certo'

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 13/04/2021 às 16:12
Foto: Divulgação
Alessandra Vieira, deputada estadual - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

A deputada estadual e ex-presidente do PSDB-PE Alessandra Vieira afirmou, durante entrevista nesta segunda-feira (12), que vê "com bons olhos" o fato de o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), ter colocado seu nome à disposição para disputar o Palácio do Campo das Princesas em 2022. A parlamentar e o gestor fazem parte do mesmo grupo de centro-direita que tenta, desde 2018, ocupar os espaços políticos dominados pelo PSB em Pernambuco. Para o pleito do próximo ano, porém, o coletivo ainda não decidiu se lançará uma ou mais candidaturas, mas a maioria dos seus membros defende que a escolha seja feita entre os prefeitos de Caruaru (Raquel Lyra, PSDB), Jaboatão dos Guararapes (Anderson Ferreira, PL) e Petrolina (Miguel).

"Eu vejo com bons olhos o movimento de Miguel Coelho nesse momento, com o intuito de unirmos as oposições pernambucanas. Eu acredito que sairá um nome jovem (desse grupo), uma pessoa com um projeto que realmente tenha seriedade no debate em busca de um Pernambuco melhor. Eu vejo essas qualidades em Miguel Coelho e tenho certeza que as oposições sairão unidas em torno de um só nome no Estado", declarou Alessandra no programa Panorama Político, da rádio Interativa, de Santa Cruz do Capibaribe.

>> Com Raquel Lyra na presidência, Armando Monteiro retorna ao PSDB

>> Com Miguel Coelho cotado para disputar o governo de Pernambuco, oposição não desiste de aliança com o MDB

>> Fernando Filho afasta rumores de reaproximação do seu grupo com o PSB e defende 'projeto diferente' no Estado

>> Em meio às movimentações dos Coelho para 2022, PSB reforça ligação com Jarbas

>> Em Pernambuco, grupo de oposição ainda não tem estratégia para enfrentar o PSB nas urnas em 2022

Questionada se as lideranças de oposição têm preferência por alguma das opções postas até agora, a deputada disse que ainda é cedo para apontar este ou aquele favorito no grupo. "Nós temos Raquel Lyra, Anderson Ferreira e Miguel, no momento certo sairá um nome para que a gente possa ir às urnas", declarou.

Alessandra Vieira presidiu o PSDB em Pernambuco por dois anos e passou, em março, o comando da sigla para Raquel Lyra. Marido da parlamentar e ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), que também participou da entrevista, afirmou que a entrega do cargo não causou nenhum tipo de desconforto entre a prefeita e a deputada. "Tudo ocorreu de maneira tranquila, Alessandra passou dois anos como presidente, então é natural que isso acontecesse, o partido foi repassado para Raquel Lyra, prefeita de Caruaru, outra mulher. E nós estamos tranquilos com isso. Alessandra, inclusive, já foi convocada para outros desafios no partido aqui em Pernambuco, no PSDB mulher, e na nacional também", declarou o ex-gestor, que prepara-se para disputar a eleição proporcional em 2022.

Comentários

Últimas notícias