Oposição

Em meio à pandemia da covid-19, ex-prefeito do Recife e deputado pelo PCdoB diz que partidos de esquerda vão fazer 'grandes manifestações contra Bolsonaro'

Segundo o deputado, há algumas possibilidades consideradas para o ato no Recife, como a concentração na Praça do Derby, ponto tradicional das manifestações de rua articulados por partidos e movimentos de esquerda e centrais sindicais

Luisa Farias
Luisa Farias
Publicado em 14/05/2021 às 16:39
Notícia
EVANE MANÇO/ALEPE
"De volta às ruas: partidos de oposição (PT, PDT, PCdoB e PSOL), junto com centrais sindicais e movimentos populares, vão convocar a população para grandes manifestações contra Bolsonaro no dia 26 deste mês. Em todo o País", disse João Paulo no Twitter - FOTO: EVANE MANÇO/ALEPE
Leitura:

O deputado estadual João Paulo (PCdoB), ex-prefeito do Recife, informou em uma rede social nesta sexta-feira (14) que os partidos de oposição ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) - PT, PDT, PCdoB e Psol - estarão "de volta às ruas" no próximo dia 26 de maio em todo o País. 

Os partidos oposicionistas, juntamente com as centrais sindicais e movimentos populares, farão "grandes manifestações" contra o governo Bolsonaro, diz João Paulo. 

"De volta às ruas: partidos de oposição (PT, PDT, PCdoB e PSOL), junto com centrais sindicais e movimentos populares, vão convocar a população para grandes manifestações contra Bolsonaro no dia 26 deste mês. Em todo o País", 

Ao JC, o deputado afirmou que os partidos e os movimentos ainda vão discutir sobre o que será "aconselhável" a ser feito na manifestação. "Acho que é a hora de ganhar as ruas com o protocolo, porque a população brasileira não aguenta mais essa situação", disse, referindo-se ao governo Bolsonaro.  

Segundo o deputado, há algumas possibilidades consideradas para o ato no Recife, como a concentração na Praça do Derby, ponto tradicional das manifestações de rua articulados por partidos e movimentos de esquerda e centrais sindicais. Ele acredita que o formato de carreata poderia causar transtornos no trânsito da cidade, já que o dia 26 de maio cai em uma quarta-feira.

Na quinta-feira (13), Pernambuco registrou 2.975 novos casos da covid-19. Esse número levou o estado a bater o recorde na média móvel de infeções pela doença pelo sexto dia consecutivo, com 2.431 casos.

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a manifestação marcada para o próximo dia 26 integra a Campanha "Fora Bolsonaro". O ato será realizado em Brasília e em outras capitais brasileiras, a exemplo do Rio de Janeiro e São Paulo.

Ainda de acordo com a coluna, a discussão a respeito de manifestações de rua durante a pandemia da covid-19 foi retomada pelos grupos, mas ainda não chegaram a um consenso.

O foco deve ser a condução do enfrentamento à pandemia pelo governo federal, em meio ao início das atividades da CPI da Covid-19 no Senado Federal.

Apoio a Bolsonaro

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro no Recife realizam uma carreata no Dia do Trabalhador, 1º de Maio, na Zona Sul do Recife. A concentração ocorreu no Parque Dona Lindu, e sai pela Avenida Mascarenhas de Moraes em direção à Avenida Boa Viagem. Também se uniram à carreata grupos de outros municípios da Região Metropolitana do Recife, como Olinda, Paulista e Jaboatão dos Guararapes. 

O ato no Recife fez parte de uma movimentação nacional com carreatas em várias cidades do País. A pauta era a defesa da liberdade, voto impresso auditável nas eleições e ainda de críticas à medidas de restrição de circulação diante da pandemia da covid-19.

O ministro do Turismo, Gilson Machado, que é pernambucano, esteve presente na manifestação. "Estamos aqui nesse momento patriótico, democrático, o maior 1º de Maio já registrado no Recife, de massa humana apoiando o governo. Isso é muito gratificante porque eu faço parte desse governo, que é um governo que está recuperando a auto estima do brasileiro, onde agora o dinheiro do brasileiro serve ao Brasil e não à Cuba, à Venezuela", afirmou o ministro.

Comentários

Últimas notícias