Negociação

Com apenas um deputado federal, Patriota em Pernambuco aguarda definição sobre a filiação de Bolsonaro para projetar 2022

Atualmente, o partido não tem nenhum prefeito, nenhum deputado estadual e nenhum vereador na capital, o Recife. O presidente do braço estadual da agremiação é o deputado federal Pastor Eurico

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 01/06/2021 às 19:02
Notícia
Agência Câmara
O deputado federal Pastor Eurico é o presidente estadual do Patriota - FOTO: Agência Câmara
Leitura:

Em meio aos rumores de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) seguiria o filho Flávio, senador da República, e se filiaria ao Patriota para concorrer à reeleição em 2022, o diretório pernambucano da sigla aguarda o militar da reserva definir a sua escolha para traçar estratégias mais claras para o pleito do próximo ano. Atualmente, o Patriota-PE não tem nenhum prefeito, nenhum deputado estadual e nenhum vereador na capital, o Recife. O presidente do braço estadual da agremiação é o deputado federal Pastor Eurico.

Questionado se já conseguiu perceber um aumento na procura por filiações devido à possível chegada do presidente à sigla, o parlamentar preferiu não entrar em detalhes, mas declarou que se essa busca crescer demais, o grupo terá que estabelecer critérios para receber novas adesões.

"Independente de Bolsonaro, o Patriota sempre foi procurado por muitas pessoas que pretendem ser candidatas, pois nós acreditamos que palavra dada não se tira. Ou seja, quando aceitamos uma filiação e dizemos que aquela pessoa vai ser candidata, ela é. Diferente de outros partidos, que muitas vezes falam uma coisa para a pessoa hoje e quando chega perto da eleição eles as traem, retiram a candidatura por conta de acordos escusos. Por isso também pedimos a todos os que querem ser candidatos que aguardem um pouco, porque uma coisa é o partido com Bolsonaro, outra coisa é o partido sem Bolsonaro. Eu, na condição de responsável pelo partido não vou dar o sim a uma pessoa se depois não vou poder garantir que ela vai sair candidata. É melhor aguardarmos uma definição", declarou Pastor Eurico.

>> 'Faltou maconha', diz Bolsonaro sobre os protestos por impeachment realizados no sábado

>> Bolsonaro deve se filiar ao Patriota para 2022. O filho Flávio já anunciou a própria filiação

>> Partido preferido de Bolsonaro tem membros com participação definida, como acionistas. Virou mercado

>> Sem partido desde 2019, Bolsonaro revela estar "namorando" o Patriota

O deputado federal disse estar animado com a possibilidade da chegada de Bolsonaro ao Patriota, pois, segundo ele, "todo partido gostaria de ter o presidente" em suas hostes. Sobre a estratégia que a legenda adotará em Pernambuco em 2022 para auxiliar o chefe do Executivo em sua campanha à reeleição, Eurico disse que a questão ainda está sendo analisada internamente.

"Uma candidatura própria do Patriota para o Governo de Pernambuco é uma coisa a se estudar, é algo que no momento está em pauta. Porém, qualquer partido pode ter candidato ao governo nas eleições, independente de ser o Patriota ou não. Mas a conjuntura vai depender de como as coisas vão acontecer, vamos ter calma para não nos precipitar com nada", pontuou.

Quando perguntando se já projeta quantos deputados estaduais e federais o partido pode fazer no próximo ano, o dirigente é evasivo. "O futuro a Deus pertence e a gente não sabe de nada. Política é uma caixa de surpresas, eleição só se decide no dia", cravou Pastor Eurico.

Comentários

Últimas notícias