Alianças

Lupi desembarca em Recife no dia 7 em busca de apoio do PSB para Ciro Gomes

A agenda de Carlos Lupi ainda está sendo finalizada, mas o dirigente deverá se encontrar com o governador Paulo Câmara e o prefeito do Recife João Campos para falar sobre a conjunta nacional e local para 2022

Mirella Araújo
Mirella Araújo
Publicado em 01/07/2021 às 18:14
Notícia
Rodolfo Loepert/Divulgação
Visita de Carlos Lupi busca construir palanque para o presidenciável Ciro Gomes em Pernambuco - FOTO: Rodolfo Loepert/Divulgação
Leitura:

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, desembarca no Recife na próxima quarta-feira (7). A confirmação foi feita pelo presidente estadual do partido em Pernambuco, o deputado federal Wolney Queiroz.  Na agenda, além de compromissos internos com os integrantes pedetistas, Lupi também deverá se reunir com o PSB.

“Ele sempre vem aqui no Estado, e recentemente esteve em Sergipe, em São Paulo. Uma das questões que ele virá para ajustar é a convenção municipal do PDT. O atual presidente Fábio Fiorenzano será o nosso nome de consenso, portanto, não haverá disputa”, comentou Wolney ao JC. “Ele sempre faz uma visita de cortesia ao governador Paulo Câmara e ao prefeito João Campos, mas ainda não fechamos a agenda”, completou.

>>Disputa pelo apoio do PSB: além de Lula, Carlos Lupi, presidente do PDT de Ciro Gomes, vem a Pernambuco em julho

 O dirigente também afirmou que as conversas com outros partidos visando as eleições de 2022, também continuam. Wolney já foi à mesa com o prefeito Miguel Coelho (MDB) e com o ex-senador Armando Monteiro Neto (PSDB). “As conversas não vão parar de acontecer, assim como também conversamos com o PSB. Ninguém vai acertar palanque com ninguém agora, nenhum partido vai adiantar isso, nem o PT. Ainda temos um ano, a reforma eleitoral ainda será votada, o código eleitoral, então não temos ideia de como serão as bases das eleições proporcionais, pelo menos”, disse Wolney, ao ser questionado sobre a aproximação do PDT com partidos da direita, paralelamente às negociações em andamento entre o PSB e PT.

Por outro lado, pessebistas entendem que a visita de Carlos Lupi à Pernambuco, representa uma “marcação de posição” referente ao apoio que os pedetistas esperam que seja replicado nas eleições presidenciais, assim como ocorreu nas eleições municipais que elegeram o prefeito João Campos e a vice-prefeita Isabella de Roldão. “Nós sabemos que a proximidade entre o PT e o PSB acendeu uma luz de alerta no PDT. Mas se fomos relembrar, eles não estiveram conosco nas duas últimas eleições estaduais, então a aliança firmada no Recife, em 2020, ela é importante e tem um peso, mas ela não é fundamental para garantir as decisões futuras”, afirmou um socialista, sob reserva.

Tensão

De acordo com informações do Blog de Jamildo, os grupos do deputado federal Wolney Queiroz e da vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão, estariam vivendo uma relação tensa nas últimas semanas, dentro do partido. Isso porque, apesar de serem aliados do PSB, Wolney reforçou a necessidade que o PDT em Pernambuco tem, de montar um palanque para o presidenciável Ciro Gomes, em 2022.

Entretanto, caso o PSB firme uma aliança com o PT no Estado, Ciro não poderá contar com o apoio dos socialistas. Fontes do partido, ouvidas pelo Blog de Jamildo, afirmam que Isabella de Roldão não quer criar embaraços com o PSB e tem ficado receosa com as declarações de Wolney de que o PDT pode não estar no palanque do PSB para o Governo de Pernambuco em 2022. A ala aliada à vice-prefeita entende que é necessário manter a boa relação com o PSB, mesmo que os peesebistas, incluindo o prefeito João Campos, apoiem Lula.

Por nota, o presidente do PDT no Recife, Fábio Fiorenzano, se pronunciou afastando a possibilidade de haver tensão dentro do partido. "O PDT do Recife está no melhor momento de sua história. Sob a liderança nacional do presidente Carlos Lupi e do líder da bancada, deputado federal Wolney Queiroz, presidente estadual da sigla, trabalhamos para fortalecer o Partido na capital”, declarou Fiorenzano.

“Seguindo propósitos e diretrizes comuns, ambos os líderes estarão presentes à convenção municipal para construção do Diretório do Recife, fruto de uma consolidada unidade interna. Na gestão municipal - liderada pelo prefeito João Campos (PSB) - a legenda é muito bem representada pela vice-prefeita, Isabella de Roldão, e pela secretária do Trabalho e Qualificação, Adriana Rocha”, defendeu.

Comentários

Últimas notícias