Redes sociais

Carlos Bolsonaro acusa Humberto Costa de publicação falsa contra o presidente Bolsonaro: ''será alvo de inquérito?''

Humberto Costa atrelou a imagem de Bolsonaro a uma matéria que não fala sobre o presidente mas explicou os motivos; entenda

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 24/08/2021 às 16:24
Notícia
CÂMARA MUNICIPAL DO RIO
Carlos Bolsonaro (Republicanos) é vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente Jair Bolsonaro - FOTO: CÂMARA MUNICIPAL DO RIO
Leitura:

O deputado federal José Medeiros (Podemos) e o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos) criticaram uma publicação do senador pernambucano Humberto Costa (PT) em seus perfis nas redes sociais. 

José e Carlos afirmam que Humberto fez uma publicação falsa por incluir uma foto de Jair Bolsonaro em uma postagem sobre notícia falsa que não teria nenhuma relação com o presidente da República.

>> Bolsonaro diz que 'conspira para que todos cumpram a Constituição'

>> Humberto Costa diz não acreditar que Rodrigo Pacheco aceite pedido de impeachment de Alexandre de Moraes

Humberto compartilhou uma checagem feita pelo Projeto Comprova, que reúne jornalistas de diferentes veículos de comunicação brasileiros para descobrir e investigar informações enganosas, inventadas e deliberadamente falsas.

Na matéria, foi verificada que é falsa a publicação no site antivacina Coletividade Evolutiva segundo a qual dados da farmacêutica Pfizer teriam mostrado que “80% das crianças vacinadas desenvolvem efeitos adversos”.

A notícia falsa usa um documento da FDA (Food and Drug Administration), agência reguladora dos Estados Unidos, porém, há informações sobre reações adversas em públicos de idades diferentes, mas em nenhum momento cita os tais 80% de casos de crianças vacinadas que teriam desenvolvido efeitos adversos. Além disso, a Pfizer afirmou à reportagem do Comprova que anunciou o início do teste da vacina em um grupo de crianças com menos de 12 anos em junho, mas ainda não há resultados disponíveis.

Humberto compartilhou essa checagem e incluiu uma foto de Bolsonaro ao lado do termo "picaretas". "A vacina está salvando a humanidade. Mas ainda tem bolsonarista jogando contra o mundo e a favor do vírus. Inacreditável", escreveu o senador petista. No entanto, em nenhum momento, a matéria do Projeto Comprova cita o nome de Bolsonaro ou de bolsonaristas. 

Isso desagradou Carlos Bolsonaro, filho do presidente, que questionou se Humberto será ouvido na CPI da Covid 19, no Senado, por compartilhar falsas informações. "O personagem faz parte da “cpi do covid / fakenews”, mas faz postagem falsa a respeito do presidente Jair Bolsonaro, que nada tem a ver com a matéria. O faminto será investigado pelos gulosos da CPI ou alvo de algum inquérito por divulgar mais estas mentiras?", questionou o vereador. Mais cedo, o deputado José Medeiros também havia afirmado que Humberto fez uma publicação falsa. 

A reportagem entrou em contato com a comunicação do senador Humberto Costa, que explicou que a montagem atrelou a imagem do presidente ao site Coletividade Evolutiva porque o site seria "bolsonarista" por ter matéria de live de Bolsonaro criticando lockdowns. O site também se mostrou favorável em publicação ao ato pró-Bolsonaro do próximo 7 de setembro

Comentários

Últimas notícias