Agreste

Bolsonaro retorna a Pernambuco ainda este mês para entrega do Ramal do Agreste

Os ministros do Turismo, Gilson Machado, e de Infraestrutura, Rogério Marinho, já haviam anunciado que o presidente faria a entrega do Ramal do Agreste, presencialmente neste mês de outubro

Cássio Oliveira Mirella Araújo
Cássio Oliveira
Mirella Araújo
Publicado em 15/10/2021 às 17:32
Notícia
ALAN SANTOS/PR
O presidente Jair Bolsonaro havia visitado as obras do Ramal do Agreste em fevereiro deste ano - FOTO: ALAN SANTOS/PR
Leitura:

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) retorna a Pernambuco para a entrega do Ramal do Agreste. A visita está prevista para ocorrer na próxima quinta-feira (21), no município de Sertânia, e já  havia sido confirmada pelos ministros do Turismo, Gilson Machado, e de Infraestrutura, Rogério Marinho, que devem integrar a comitiva presidencial na vinda ao Estado, além do deputado estadual Coronel Alberto Feitosa (PSC). Os detalhes da agenda ainda estão sendo definidos pelo Palácio do Planalto. 

A obra está sendo executada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) com investimento de R$ 1,6 bilhão. O empreendimento de infraestrutura hídrica captará água na barragem Barro Branco, em Sertânia, com desague no reservatório Ipojuca, em Arcoverde. Ao todo mais de 60 municípios serão contemplados com a obra, que distribuirá a água do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco para até 2,2 milhões de pessoas. O acionamento das comportas do primeiro trecho (chamado de Marco 1) foi realizado no reservatório de Barro Branco, em Sertânia, em fevereiro desse ano.

Na ocasião, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que água "para este povo sofrido, no nosso Nordeste, isso é mais do que ganhar na Mega Sena. Água não tem preço".

O acionamento das comportas possibilitou o início dos testes na estrutura e o enchimento do sistema adutor até o Reservatório Góis (antigo Reservatório Negros). Após a testagem de todas as estruturas do Ramal e, posteriormente, da Adutora do Agreste, o abastecimento poderá ser iniciado. Após sair de Barro Branco, as águas passam por oito trechos de canais, quatro sifões e três túneis, que somam 37,4 quilômetros, até chegarem ao Reservatório Góis, que tem capacidade de armazenar 14,7 milhões de metros cúbicos de água.

No total, o Ramal do Agreste tem 70,8 quilômetros de extensão e capacidade de vazão de 8 mil litros de água por segundo. Quando finalizado, vai levar as águas do Eixo Leste do Projeto São Francisco, que está em pré-operação desde 2017, à região de maior escassez hídrica de Pernambuco.

O Ramal do Agreste vai alimentar a 1ª etapa da Adutora do Agreste, que possui 690 quilômetros de extensão. Com a conclusão dos dois empreendimentos, 1,3 milhão de habitantes em 23 cidades pernambucanas terão abastecimento regular. Quando a 2ª etapa da Adutora do Agreste, com mais 710 quilômetros, for concluída, os beneficiários podem chegar a até 2,2 milhões de habitantes em 68 municípios.

Caruaru

Há expectativa de que Bolsonaro também faça uma nova visita a Caruaru, segundo informações do Blog do Magno. O presidente esteve na cidade, no dia 4 de setembro, onde finalizou a realização de uma "motociata", iniciada no município de Santa Cruz do Capibaribe. Sem fazer o uso obrigatório de máscara, a visita do ex-capitão da reserva provocou aglomeração no local.

No dia anterior, Bolsonaro cumpriu agenda no Recife, sendo recepcionado por apoiadores na Base Aérea da capital. O primeiro compromisso, ao lado da primeira-dama Michelle Bolsonaro, foi na Escola de Formação de Luthier e Archetier da Orquestra Criança Cidadã, que fez uma apresentação durante a cerimônia, no Cabanga. Em seguida, o presidente seguiu para o bairro de Boa Viagem, onde se encontrou com empresários locais no Mar Hotel. Por fim, Bolsonaro prestigiou a passagem de cargo do novo comandante militar do Nordeste, do general Marco Antônio Freire Gomes para o general Richard Fernandez Nunes.


 


Comentários

Últimas notícias