Internação

Após passar por procedimento médico, Luciano Bivar deverá receber alta neste sábado

O futuro presidente do União Brasil, Luciano Bivar, precisou implementar stents para desobstruir uma artéria

Mirella Araújo
Cadastrado por
Mirella Araújo
Publicado em 12/11/2021 às 15:53 | Atualizado em 12/11/2021 às 18:17
BOBBY FABISAK/ACERVO JC IMAGEM
Pré-candidato à Presidência pelo União Brasil, Luciano Bivar, - FOTO: BOBBY FABISAK/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Matéria atualizada às 18h13

O futuro presidente nacional do União Brasil, o deputado federal Luciano Bivar, deverá receber alta, neste sábado (13), após ter passado por uma angioplastia coronariana para a implantação de três stents. A assessoria de comunicação do parlamentar,  afirmou que ele “fez um procedimento médico e está bem”.

Internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, desde quinta-feira (11), Bivar vai passar por uma nova avaliação médica hoje para poder ser liberado. De acordo com as informações detalhadas ao portal Metrópoles, ele procurou a unidade hospitalar, na última terça-feira (9), com sintomas de refluxo e gastrite, mas decidiu fazer um check-up.

Nos exames foi constatado que havia obstruções na artéria coronária direita, e para prevenir futuros problemas cardíacos, foi necessário implementar os stents. Confira a nota completa enviada pela assessoria de comunicação do futuro presidente do União Brasil:

"O deputado federal Luciano Bivar encontra-se internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Vila Nova Star após ter sido submetido em 11.11.21 a uma angioplastia coronariana para a implantação de três stents. Ele havia passado por exames que detectaram obstruções na artéria coronária direita. O paciente está estável, passa bem e tem alta programada para amanhã, sábado (13.11).

Direção medica responsável

Dra. Ludhmilla Hajjar – Cardiologista intensivista
Dr. Paulo Hoff – Diretor clinico do Hospital Vila Nova Star
Dr. Antonio Antonietto – Diretor medico do Hospital Vila Nova Star
Dr. Pedro Loretti – Diretor geral do Hospital Vila Nova Star"

Fusão de partidos

A fusão entre  Partido Social Liberal (PSL) e o Democratas (DEM)  resultando assim na criação da União Brasil, foi aprovada no dia 6 de outubro. O novo partido, oficializado durante convenção realizada em Brasília, que terá o número 44, ainda precisa ser homologado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) - que deverá ocorrer em até três meses após a análise dos ministros.

Em entrevista ao Estadão após as duas siglas entrarem em acordo, o futuro presidente da nova sigla,  Luciano Bivar, disse ser preciso esperar as "nuvens da política" para definir de qual lado estará no Congresso Nacional. De saída, a sigla reunirá uma bancada de 82 deputados e quatro senadores.

A única certeza apresentada pelo dirigente, é que o União Brasil terá candidato próprio nas eleições presidenciais de 2022 e quer uma alternativa ao presidente Jair Bolsonaro e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

Comentários

Últimas notícias