Eleições 2022

'O PSB empobreceu a maior riqueza do povo pernambucano: a cultura', diz Anderson Ferreira

Ferreira foi prefeito de Jaboatão dos Guararapes por dois mandatos e abriu mão do cargo para disputar o Palácio do Campo das Princesas em outubro

Renata Monteiro
Cadastrado por
Renata Monteiro
Publicado em 02/05/2022 às 14:23 | Atualizado em 02/05/2022 às 14:24
DIVULGAÇÃO
OPINIÃO Ex-prefeito de Jaboatão falou que não se deve procurar 'culpados' para mortes após chuvas no Estado - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Pré-candidato a governador de Pernambuco, Anderson Ferreira (PL) criticou, no último fim de semana, o que classifica como a falta de incentivo do PSB e do governador Paulo Câmara para quem promove a cultura do Estado. Ferreira foi prefeito de Jaboatão dos Guararapes por dois mandatos e abriu mão do cargo para disputar o Palácio do Campo das Princesas em outubro.

"Essa política do PSB de governar para um grupo privilegiado ligado a interesses pessoais acabou criando um monopólio e empobreceu a maior riqueza do povo pernambucano: a cultura. Somos um povo de uma história riquíssima e orgulhoso da nossa capacidade de fazer uso da arte para contar nossas tradições, e isso deixou de ser incentivado", declarou o ex-gestor, através de nota.

Congresso do PSB

Nos últimos dias, repercutindo o último Congresso Nacional do PSB, o postulante a governador também disse que a chamada "autorreforma" socialista seria uma "desculpa" da sigla para tentar desviar o foco do eleitor em um ano eleitoral.

"No fundo, João Campos, Paulo Câmara e Danilo Cabral não aprenderam o significado de 'pegar no serviço', e esse congresso do PSB, com certeza, nem Freud conseguiria entender ou explicar sua utilidade", disparou Anderson.

O XV Congresso Constituinte da Autorreforma do PSB, encerrado no sábado (30), levou várias lideranças pernambucanas à Comissão Executiva Nacional da agremiação. O governador Paulo Câmara foi reconduzido ao cargo de vice-presidente nacional; o prefeito do Recife, João Campos, que era vice-presidente nacional de Relações Federativas, passa a ser o segundo vice-presidente nacional; o deputado federal e pré-candidato ao Governo de Pernambuco Danilo Cabral continua como vice-presidente nacional de Relações Parlamentares; o ex-prefeito do Recife, Geraldo Julio, segue como primeiro-secretário nacional; e o deputado federal Milton Coelho e o pré-candidato a deputado federal Pedro Campos tornaram-se secretários especiais. A eleição vale para o biênio 2022-2024.

"Paulo Câmara, cujo maior feito ao longo dos últimos oito anos foi se consagrar como pior governador da história de Pernambuco, e que tem Danilo Cabral como seu pré-candidato, deveria estar trabalhando para reformar escolas e entregar aos alunos merendas dignas, para cuidar das unidades de saúde, das delegacias e estradas. Enfim, o que não falta a Pernambuco é o que reformar", destacou Anderson Ferreira.

Comentários

Últimas notícias