Desabafo

Aos prantos, Luisa Mell relembra violência médica: "Só penso em morrer"

A ativista falou sobre os traumas psicológicos que a cirurgia lhe deixou e revelou que ainda está com marcas do procedimento

Rakeche Nascimento
Rakeche Nascimento
Publicado em 27/09/2021 às 20:49
Notícia
Reprodução/Instagram stories
Luisa Mell chora em seu stories - FOTO: Reprodução/Instagram stories
Leitura:

Durante uma live em seu Instagram, a ativista Luisa Mell falou um pouco mais sobre a violência médica que sofreu e explicou as sequelas psicológicas que ficaram após ela passar por um procedimento estético sem sua autorização, afirmando que ainda não conseguiu digerir a situação.

"Nunca mais vai ser daquele jeito. Nunca mais eu pude usar meu armário, as minhas roupas porque ele achou que eu tinha muita gordura baseado no conceito estético sei lá de quem. Não é justo isso, gente. Não é possível. Fora que ele machucou todo meu pescoço, depois eu vou mostrar pra vocês. Ele deixou marcas", afirmou.

Luisa disse que o que tem segurado sua vida é pensar e cuidar de seu filho e animais. "Desculpa, eu precisava falar pra vocês porque eu só penso em morrer nos últimos tempos... mas eu tenho meu filho, eu tenho meus bichos... Não quero viver assim. Esse post é justamente para que ninguém passe na vida por isso", concluiu.

Relembre o caso:

Tudo começou quando, no final de 2020, Luisa Mell foi até uma clínica para fazer um procedimento estético. O processo era minimamente invasivo, e utilizava apenas de laser. O médico, então, informou que a loira seria anestesiada.

Contudo, ao acordar, Luisa Mell se deparou com algo que não havia solicitado: ela passou por uma lipoaspiração nas axilas. Questionado, o médico afirmou que havia ligado para Gilberto Zaborowsky, e que ele autorizou a cirurgia.

Comentários

Últimas notícias