SE ESCONDENDO?

Guilherme de Pádua deleta redes sociais depois do anúncio de documentário sobre o caso Daniella Perez

O ex-ator e agora pastor foi condenado junto à sua então esposa pelo assassinato da atriz Daniella Perez, em 1992; documentário pretende trazer à tona mais detalhes sobre o caso

Lívia Maria
Lívia Maria
Publicado em 15/11/2021 às 15:47 | Atualizado em 15/11/2021 às 15:56
Reprodução/Instagram
Guilherme de Pádua e atual esposa - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Guilherme de Pádua excluiu seu perfil no Instagram após o anúncio de um documentário sobre a atriz Daniela Perez, assassinada por ele aos 22 anos. O ex-ator, que hoje é pastor de uma igreja evangélica em Belo Horizonte (MG), tinha mais de 40 mil seguidores, mas agora mantém apenas um perfil privado, com 600 seguidores. Ele também parou de atualizar o seu canal no YouTube, que mantém há dois anos com vídeos falando sobre sua conversão.

O assassinato de Daniella Perez chocou o país em 1992, quando Guilherme de Pádua e sua esposa à época, Paula Thomaz, prepararam uma emboscada e matou Perez com 18 facadas. Guilherme e Paula foram condenados por homicídio duplamente qualificado, com motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima, com ele recebendo pena de 19 anos de prisão e ela, 16. Porém, ambos foram libertados após o cumprimento de um terço da pena, como prevê a constituição.

Segundo a condenação, o crime foi motivado porque Guilherme pediu para que Danilla pedisse à mãe que desse mais importância ao seu papel na novela “De Corpo e Alma” (1992-1993).

O documentário sobre Daniella é escrito por Gloria Perez, sua mãe, e terá direção de Tatiana Issa e Guto Barra. A produção pretende trazer à tona mais detalhes sobre o caso do assassinato de Danilla e contará com depoimentos da mãe, Raul Gazolla, seu ex-marido, e outros conhecidos da atriz que vivenciaram o caso de perto.

“Essa série trata de tópicos importantes como feminicídio, a culpabilização da vítima, do circo midiático, dos detalhes do crime etc., mas, sobretudo, conta a história da luta de uma mãe, que mesmo depois de 30 anos, continua lutando como uma leoa”, disse a diretora ao anunciar o projeto.

Comentários

Últimas notícias