Gestação

Entenda o que é Síndrome Hellp, alteração desenvolvida durante gravidez de Thaila Ayala

Atriz precisou retirar o filho Francisco precocemente devido a síndrome que desenvolveu na gestação

Pedro Oliveira
Pedro Oliveira
Publicado em 15/12/2021 às 21:58 | Atualizado em 16/12/2021 às 21:27
Instagram/Reprodução
Thaila Ayala teve síndrome HELLP durante a gravidez de Francisco - FOTO: Instagram/Reprodução
Leitura:

Thaila Ayala revelou nesta quarta-feira (15) que desenvolveu a Síndrome Hellp durante a gravidez de seu primeiro filho com Renato Góes. A atriz de 35 anos, aliás, precisou retirar Francisco prematuramente da barriga para não comprometer a sua saúde, nem a de garoto. Vale lembrar que "Chico", como foi apelidado pelos pais, nasceu no último dia 1º de dezembro.

"Tive uma gravidez muito difícil. Acabou com Síndrome HELLP (doença raríssima e seríssima), que tivemos que tirar Francisco às pressas. Não consegui ter relação nenhuma com a barriga, não sentia nada, pelo ao contrário, senti tanta dor que não tinha sentimentos bons e o medo absoluto me aprisionava. Tinha medo de tudo! E culpa, muita culpa!!!", desabafou a Thaila Ayala.

Apesar da gravidez de risco, tudo ocorreu bem durante o parto. Com 15 dias de nascimento completos hoje, Chico tem atendido às expectativas médicas e já está em casa, ganhando todo amor e carinho dos pais.

O que é Síndrome HELLP desenvolvida por Thaila Ayala?

A Síndrome HELLP é um conjunto de alterações que podem ocorrer na gravidez. De acordo com a Ginecologista Sheila Sedicias, ela, na maioria dos casos, está associada à pré-eclâmpsia ou eclâmpsia, que são convulsões ocorridas devido ao aumento da pressão arterial.

As alterações durante a gestação, aliás, ocorrem geralmente no terceiro trimestre da gestação. Os sintomas são mal estar, náuseas, vômitos, dor de cabeça e/ou dor do lado direito na parte superior da barriga. 

Sheila Sedicias, inclusive, alerta que muitas vezes as características da Síndrome HELLP podem ser confundidas com gastrite, gripe ou hepatite aguda, por exemplo. Por isso, é importante que estar sempre sendo acompanhada por um obstetra, além de está com pré-natal em dia.

Como é feito o tratamento da Síndrome HELLP?

Ainda segundo a ginecologista Sheila Sedicias, o tratamento para a Síndrome HELLP geralmente é feito na Unidade de Terapia Intensiva. Isso porque o obstetra pode acompanhar mais de perto a evolução da gravidez e indicar qual o melhor momento e tipo de parto. 

Siga o Social1 no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

Comentários

Últimas notícias