Prevenção

Entenda o tratamento contra o câncer de útero, doença enfrentada por Françoise Forton

Françoise Forton estava há quatro meses internada. Avanço da doença levou seu falecimento no último domingo (16), aos 64 anos

Pedro Oliveira
Pedro Oliveira
Publicado em 17/01/2022 às 18:04
Instagram/Reprodução
Françoise Forton faleceu no último domingo (16), aos 64 anos - FOTO: Instagram/Reprodução
Leitura:

O mundo artístico em luto depois da confirmação da morte de Françoise Forton nesse domingo (16). A atriz, que tinha 64 anos, foi diagnosticada com câncer de colo de útero em 1989. No entanto, mesmo depois de curada, ela decidiu esconder a doença por dez anos.

Um década depois de sua cura, Françoise Forton decidiu quebrar o silêncio. Isso porque a atriz se deu conta que era importante levantar este debate para alertar as pessoas sobre a necessidade de se prevenir contra a doença. As informações são do jornal Extra.

Cabe lembrar que Françoise Forton recebeu a notícia de que estava com câncer de colo de útero aos 33 anos de idade. Mesmo não tendo nenhum caso semelhante na família, a artista conseguiu o diagnóstico precoce graças ao DIU, dispositivo intrauterino para evitar a gravidez.

 

"Eu fazia [exames] mais ou menos uma vez por ano, às vezes dava mais espaço. Na verdade, não tinha tanta preocupação com isso, porque nunca senti nada, nem dor, nem nenhum sintoma estranho, nada mesmo. Confesso que dei uma esquecida. Eu ia fazer uma novela, mas antes resolvi tirar o DIU e me deu vontade de pedir para fazer um Papanicolaou", revelou Françoise Forton, em 2016, durante entrevista. 

Como prevenir o câncer de colo de útero?

O tratamento preventivo contra o câncer de colo de útero, de acordo com orientações do Instituto Nacional de Câncer e do Ministério da Saúde, devem começar ainda quando jovem. As entidades recomendam que todas as pessoas com útero fazem exames aos 25 anos.

"O exame é de coleta rápida e indolor, durante o exame ginecológico, e quando não mostra alterações, pode ser repetido a cada três anos. Importante lembrar que essa recomendação vale para pacientes que se encontram assintomáticas. Pacientes que apresentam sintomas devem procurar atenção médica, independente da sua idade ou do tempo decorrido do último exame", alerta o cirurgião oncológico Gustavo Iglesias ao jornal Extra.

Françoise Forton, ao ser diagnosticada com câncer de colo de útero, teve que se submeter à sessões de quimioterapia e radioterapia. O processo durou cerca de seis meses. Por isso, o tratamento da doença deve teve grande avanço e a atriz conseguiu vencer o câncer.

Depois de curada, Françoise Forton precisou retirar o útero

Aos 38 anos, Françoise Forton precisou retirar o útero, ovários e trompas, como prevenção para reincidência da doença. Isso porque, mesmo depois da cirurgia, o câncer pode afetar outros órgãos e regiões do organismo.

"Às vezes, quando uma paciente é submetida à cirurgia, a doença já ganhou outros órgãos fora do campo cirúrgico, mas os depósitos de doença são microscópicos e não são passíveis de serem detectados por métodos clínicos ou exames convencionais", explicou Gustavo Iglesias.

E o que acontece se o câncer invadir outros órgãos?

"Quando identificamos um caso em que essa disseminação oculta é provável, dizemos tratar-se de um caso de 'alto risco' e indicamos o que chamamos de tratamento adjuvante. Associamos outras modalidades de tratamento, como radioterapia e quimioterapia, ao tratamento cirúrgico, para maximizar as chances de controlar a doença", pontua o oncologista ao jornal. 

Siga o Social1 no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

Comentários

Últimas notícias