TECNOLOGIA

Google Assistente ganha nova voz em português; veja como usar

Segundo a empresa, a mudança pretende promover mais diversidade e inclusão na forma de se comunicar, já que as vozes não têm definição de gênero

Julianna Valença
Julianna Valença
Publicado em 09/11/2021 às 14:32
Notícia
PIXABAY
A Google aconselha que os usuários usem a voz "com a qual mais se identifiquem". - FOTO: PIXABAY
Leitura:

Desde a última sexta-feira (5) a voz do Google Assistente - inteligência artificial da empresa de busca - ganhou uma nova versão disponível em português, menos robotizada. Segundo a empresa, a mudança pretende promover mais diversidade e inclusão na forma de se comunicar, já que as vozes não têm definição de gênero.

A clássica voz robotizada auxilia usuários em tarefas do smartphone como fazer alguma pesquisa, realizar ligações, marcar lembretes, ativar alarme, entre outras funções. A Google aconselha que os usuários usem a voz “com a qual mais se identifiquem”.

A primeira versão sonora da inteligência artificial chama-se “vermelho” e para combinar com ela, a nova cor ganha a nomenclatura de “laranja”. A iniciativa pretende, de acordo com a Google, “evitar o reforço de rótulos ou estereótipos que costumam ser associados a assistentes virtuais”.

Divulgação/Google
"Vermelha" e "Laranja" são os nomes das duas vozes do Google disponíveis em português. - Divulgação/Google

O que muda?

A principal mudança está na tecnologia “WaveNet”. A nova sonoridade foi desenvolvida pela DeepMind, empresa de inteligência artificial da Alphabet. “Trata-se de uma rede neural geradora de ondas sonoras, capaz de criar falas mais realistas. O resultado são interações mais naturais, com respostas que seguem ritmos e entonações mais parecidos com os de uma conversa entre pessoas”, explica a Google.

A voz é criada do zero, a partir do aprendizado de máquina, utilizando como base, em média, 16 mil modelos de falas para cada segundo de conversa gerada. Essa inteligência também permite realizar transições contínuas entre palavras e frases, ao contrário da técnica anterior, que fazia uma ‘costura’ entre diversos sons gravados por um único dublador.

“Desde a criação do Google Assistente, o nosso objetivo é oferecer uma ferramenta personalizada, e isso significa permitir que as pessoas possam escolher a voz mais adequada para conversar e ajudá-las a realizar as suas tarefas no dia a dia”, declarou a empresa de busca.

Como usar a nova voz?

Desde a última sexta-feira (5), quem baixa o recurso pela primeira vez já pode acessar a nova voz como padrão - para os novos usuários, as duas opções serão distribuídas aleatoriamente na proporção de 50% cada.

Para usuários veteranos basta falar ‘OK Google, mudar a voz do Assistente’, para o smartphone ou tablet. As caixas de som inteligentes do aparelho enviará o comando para as configurações no app Google Home, onde as alterações são feitas.

“Se estiver com dúvidas sobre como ‘quebrar o gelo’ com a nova voz, você pode começar fazendo algumas perguntas, como: "OK Google, quem é você?", “quem criou a sua voz?", “o que você pode fazer?”, ou até mesmo pedir: "OK Google, descreva sua personalidade" e você poderá conhecer mais sobre o seu novo assistente”, concluiu a Google.

Comentários

Últimas notícias