07
abr

Geraldo Julio vai a Roma e não é apenas para ver o Papa Francisco

07 / abr
Publicado por Fernando Castilho às 20:30

transforma

O prefeito Geraldo Julio e o presidente do Porto Social, Fábio Silva estarão nesta segunda-feira no Vaticano. Eles viajam com a missão de apresentar à cúpula da Igreja Católica o Porto Social e a plataforma Transforma Recife, que colocaram o Recife na condição de capital brasileira da solidariedade.

O Porto Social e o Transforma Recife, segundo o prefeito do Recife, trabalham com solidariedade, ajuda ao próximo, engajamento das pessoas para um mundo melhor. E muito nos honra a oportunidade de apresentar ao Vaticano essas iniciativas que estamos desenvolvendo aqui mesmo, no Recife.

O prefeito lembra que ao lado de Fabio Silva, já viajou a várias cidades do Brasil levando essas ideias e encontou muita adesão, muito espaço para a solidariedade por onde passamos”, disse o prefeito. Mas a agenda de trabalho inclui audiência com o Papa Francisco na quarta-feira (12).

Completando dois anos em abril deste ano, o projeto da Prefeitura do Recife, Transforma Recife, conta hoje com 80 mil voluntários cadastrados, 420 Organizações Sociais cadastradas e soma mais de 665 mil horas de trabalho voluntário.

O Transforma Recife trabalha com dois principais eixos, o tecnológico, que é uma plataforma onde todas as organizações da cidade podem se cadastrar e oferecer vagas de trabalho voluntário em um único local; e o eixo de conexões humanas, pois aproxima milhares de pessoas em volta de uma causa comum, que é ajudar o próximo e pode ser replicado para qualquer cidade brasileira – Petrópolis (RJ) e Campinas (SP) já lançaram iniciativas inspiradas no modelo recifense.

Os voluntários realizam o cadastro incluindo preferências de atuação, localização, horários e causa ideal. Já as entidades se inscrevem informando as necessidades para ampliarem ou desenvolverem melhor suas ações. Em seguida, é feito o cruzamento dos dados para que os voluntários e instituições sejam aproximados. A ideia é juntar no ambiente digital, de forma rápida e prática, quem quer ajudar e a entidade que precisa de apoio, transformando a plataforma numa rede solidária.

Além da plataforma digital Transforma Recife, a Prefeitura do Recife mantém uma sala física do projeto. O local fica disponível como ponto de informação para os usuários, além de servir de apoio para capacitação, reuniões com representantes das ONGs e consultoria para planejamento e melhoria das organizações.

Já o Porto Social é uma incubadora de projetos sociais. Ele funciona no apoio a ideias de empreendedores e projetos de negócios que tenham na sua motivação o desenvolvimento social.  O projeto reuniu o apoio de empresários e do poder público para que 47 projetos sociais recebessem mentorias e capacitação para ampliar suas áreas de atuação e transformação comunitária.

Lançado em maio do ano passado, até agora, o projeto já realizou 896 mentorias através de 108 mentores atuantes; acumula 1.674 horas do chamado “um a um”, que são as capacitações e orientações individuais para cada projeto incubado; e ainda, 109 cursos já ministrados.

Conteúdo produzido pela Prefeitura do Recife


Veja também