17
fev

Chefe da Polícia Civil e comandante da PM são exonerados

17 / fev
Publicado por Raphael Guerra às 10:58

Antônio Barros deixou a chefia da Polícia Civil. Foto: Rádio Jornal
Antônio Barros deixou a chefia da Polícia Civil. Foto: Rádio Jornal

A Secretaria de Defesa Social confirmou agora há pouco que o delegado especial Antônio Barros foi exonerado da chefia da Polícia Civil de Pernambuco. O comandante da Polícia Militar, coronel Carlos D’Alburquerque, também deixou o cargo. A mudança acontece dois dias após a Secretaria de Defesa Social liberar as estatísticas da violência em janeiro deste ano, que apresentou recorde. O mês teve o maior número de homicídios em dez anos, como antecipou o Ronda JC.

O novo chefe da Polícia Civil será Joselito Kehrle. O chefe adjunto da Polícia Civil será o delegado Charles Gutiergues. Ambos já exerciam cargos de diretores.O primeiro, inclusive, já foi gestor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) durante os anos em que o Pacto pela Vida apresentou maior redução de assassinatos.

O novo comandante da PM será Vanildo Maranhão, que estava a frente da Diretoria Integrada Especializada. André Cavalcanti será o subcomandante. A posse deve acontecer na próxima segunda-feira, no Palácio do Campo das Princesas.


publicidade

“O coronel D’Albuquerque cumpriu com sua missão, com lealdade e dedicação, reestruturou a carreira, garantiu aumento significativo para a corporação, conseguiu reajustes significativos e enfrentou um momento crítico na segurança. Ele sai a pedido e se licencia por motivos pessoais”, afirmou o secretário de Defesa Social, Angelo Gioia.

Sobre Barros, ele disse que “a mudança se dá pela necessidade de oxigenação e pelas mudanças de protocolo que estamos implementando nas investigações e no serviço de inteligência com foco no combate às organizações criminosas e grupos de extermínios”, disse.

Leia Mais: Por conta da violência, MPPE pede que Carnaval acabe antes da meia-noite

Após quase 14 anos, Caso Serrambi continua sem desfecho

Governador se pronuncia

“Quero agradecer o apoio e a colaboração do coronel D’Albuquerque e do Delegado Antônio Barros durante o período em que estiveram à frente das corporações. Coronel Vanildo e o delegado Joselito têm a missão de trabalhar incansavelmente para que o Pacto Pela Vida obtenha os resultados positivos, garantindo a integração entre as polícias para a melhoria da Segurança Pública do Estado. Estamos tomando todas as medidas necessárias, inclusive com a maior valorização da história das instituições policiais de Pernambuco”, afirmou o governador Paulo Câmara.


Veja também