24
ago

Furacão inunda o Havaí

24 / ago
Publicado por Alexandre Gondim às 21:58

Lane encharcou o Havaí na quinta-feira. Foto: AFP PHOTO / NOAA” 

O furacão Lane se desloca pelo oceano Pacífico e chegou ao Havaí nesta sexta-feira, provocando tempestades e enchentes de grandes proporções na Ilha Grande, Big Island.

Durante a madrugada as ilhas de Maui e Oahu, a mais povoada do Estado norte-americano, sofreram durante toda a madrugada a força dos ventos e o Serviço Nacional do Clima alerta para a formação de furacões sobre Kauai no sábado, 25/08.

Foto: Mario Tama/Getty Images/AFP

O vento sopra com rajadas de vento de até 108 quilômetros por hora e ate agora não houve notícia de feridos. ” Há risco de morte. Esta é uma situação muito perigosa. Evitem saídas desnecessárias”, alertou o governador do Havaí, David Ige, no Twitter.

As pessoas se reúnem em uma ponte para assistir as águas da inundação do rio Wailuku na Ilha Grande. Foto: Mario Tama/Getty Images/AFP

Moradores continuam sendo retirados das ilhas de Molokai e Maui, e já acontecem falta de energia elétrica.

A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), órgão meteorológico do governo americano, disse que o movimento lento do furacão pode provocar um grande aumento na maré no Arquipélago que aumentará até 120 cm acima do nível normal.

Rip Curl colocou sacos de areia para proteger sua loja de inundações na Kalakaua Avenue, enquanto uma mulher desabrigada fica exposta ao furacão. Foto: Kat Wade / Getty Images / AFP

A região esta em estado de emergência e foram instalados 16 centros de abrigo e esta programando a instalação de mais 19 nas próximas horas.

O ultimo furacões que tocou o solo havaiano foi o Iniki na à ilha de Kauai, deixando seis mortos há quase 30 anos.

Em Waikiki, população preparam-se para o trtastorno. Foto: Kat Wade / Getty Images / AFP

Moradores bloquearam janelas com tábuas de madeira e lotaram os mercados em Ocean View e outras cidades para comprar água, comida e insumos de emergência à medida que a tempestade se aproximava.

Ondas de 10 metros estão previstas nas praias que deixaram a comunidade na expectativa da próxima calmaria para aproveitarem as condições atípicas.

As águas da inundação do rio de Wailuku correm rio abaixo. Foto: Mario Tama / Getty Images / AFP


Veja também