20
ago

Veja dicas de como se preparar para concursos públicos

20 / ago
Publicado por Bruno Vinícius às 11:04

Foto: Pinterest/ Reprodução

Apenas no segundo semestre deste ano, há uma previsão de abertura de três mil vagas em concursos públicos de todo o País. Com a chegada das provas, os concurseiros devem reservar seu tempo para estudar com dedicação e disciplina, no sentido de cumprir os cronogramas estipulados. Mas isso é o suficiente para ser aprovado numa prova?

De acordo com especialistas, não há uma resposta universal sobre a melhor maneira de se preparar para um concurso, seja de que natureza ele for. Com a grande diversidade de dispositivos de estudos – cursinhos presenciais e online, aplicativos, livros e plataformas de áudio –, os estudantes devem escolher o melhor caminho para assimilação dos conteúdos.

“O primeiro passo é a pessoa identificar qual o seu sistema representacional: se lida melhor com áudio, vídeo ou texto”, enfatiza o coach e analista comportamental, Rodolfo Cunha. Os sistemas representacionais são as portas de entrada e assimilação do conhecimento, de acordo com a Programação Neurolinguística (PNL). A identificação da melhor forma pode ser feita através da própria percepção do concurseiro ou por testes que podem ser feitos em sites da internet.

LEIA TAMBÉM:

Iniciativa vai premiar em até R$ 5 mil recém-graduandos de universidades públicas

UFPE abre concurso com 127 vagas para professores

 

O conhecimento sobre o que deve ser estudado é outra etapa importante no processo de preparação. Segundo Rodolfo Cunha, esta etapa ajuda a otimizar o tempo dos concurseiros. Outro elemento que ele pontua é a prática de exercícios. “Tempo é uma das coisas essenciais em um concurso. Saber quanto tempo leva para responder a uma questão ajuda o candidato a agilizar na hora da prova”, explica o coach.

Outro fator é a quantidade de horas estudadas. De acordo com o CEO da plataforma de estudos online EduQC, Victor Maia, 36 horas semanais podem ser suficientes. “Estatisticamente, a carga com maior aprendizado semanal é em torno de 36 horas líquidas. Quem estuda mais que isso está desperdiçando energia à toa (em regra). Há gente que estuda 70 horas (dez horas por dia) e não teve resultado melhor por isso”, ressalta.

Para Victor Maia, o estudo da língua portuguesa é básico para qualquer concurseiro. De acordo com uma pesquisa da EduQC, 35% dos alunos precisam de reforço na disciplina. “Um em cada três candidatos a concursos públicos deveria estudar apenas português. Além de ser a disciplina mais importante dos conhecimentos básicos, o domínio da língua influencia como você aprende as demais disciplinas, a forma como interpreta questões e escreve discursivas. Sendo assim, não bastasse o grande peso na maior parte dos editais, o domínio do português é essencial para evoluir na preparação”, frisa Maia.


Veja também