Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

ELEIÇÕES 2022

Ciro Gomes diz que Lula conspirou pelo impeachment de Dilma

Pré-candidato dá sequência à campanha contra o PT

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 13/10/2021 às 14:08
Notícia
RODOLFO LOEPERT/DIVULGAÇÃO
ESQUERDA Ciro Gomes vai ao ato da Avenida Paulista, hoje; PT e Psol, porém, buscam distância da direita - FOTO: RODOLFO LOEPERT/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Dando sequência à sua campanha contra o Partido dos Trabalhadores, Ciro Gomes (PDT) agora especula a existência de uma conspiração dentro do PT. Segundo o pré-candidato à presidência, Lula atuou pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT), afastada em 2016.

Na construção do seu argumento, Ciro Gomes critica a aproximação de Lula com figuras como Renan Calheiros (MDB-AL) e Eunício Oliveira (MDB). Ambos atuaram pelo impeachment da presidente reeleita em 2014.

Vale lembrar que Ciro Gomes, pelos ataques ao PT, vem sendo hostilizado por parte da esquerda. No ato do último dia 2, o pré-candidato foi vaiado e se tornou alvo de tentativa de agressão promovida por alguns manifestantes.

"Eu atuei contra o impeachment e quem fez o golpe foi o Senado Federal. Quem presidiu o Senado? Renan Calheiros. Quem liderou o MDB nessa investida? O Eunício Oliveira. Com quem o Lula está hoje? (...) Hoje eu estou seguro que o Lula conspirou pelo impeachment da Dilma. Estou seguro", disse Ciro Gomes ao podcast Estadão Notícias.

O pré-candidato à presidência também diz que, após pedido da própria Dilma, chegou a escrever documento com aproximadamente quinze páginas e entregou-o a um "camarada" que teria jogado tudo fora sem aplicar logo.

"O meu irmão, que também estava lutando [contra o impeachment], me chamou e falou assim: 'Será que esses caras querem impedir o impeachment?'. Agora estou seguro que eles estavam colaborando pelo impeachment da Dilma, porque nas eleições de 2018 o Lula estava com o Renan Calheiros e queria que eu me envolvesse nisso. Eu que fui para as ruas, [mesmo sendo] muito impopular defender a Dilma. Agora os amigos do peito são eles".

Comentários

Últimas notícias