06
dez

Pai obriga filha a andar 8 km até a escola após praticar bullying

06 / dez
Publicado por O Viral às 13:35

A criança andou por oito quilômetros enquanto o pai a acompanhava no carro Foto: Reprodução/Internet

O bullying está presente em nossa sociedade e, principalmente, dentro das escolas. Um vídeo publicado no Facebook, no qual uma menina de dez anos caminha por oito quilômetros em uma estrada dos Estados Unidos, carregando sua mochila, já possui mais de 15 milhões de visualizações.

O vídeo foi produzido pelo pai da criança, que a “escoltava” durante o caminho. No áudio, o rapaz explica que a situação se trata de uma punição à filha que, pela segunda vez, havia sido expulsa do transporte escolar por praticar bullying com outras crianças.

Pela atitude, a menina foi suspensa do serviço da escola por três dias e era preciso que os pais a levassem para o colégio. A fim de ensinar o erro que a criança tinha cometido, o pai decidiu fazer que ela andasse de casa à escola – percurso de oito quilômetros – em uma temperatura abaixo de 0ºC.

O vídeo foi publicado no Facebook de Matt Cox, o pai, e já possui 160 mil reações, 64 mil comentários e quase 338 mil compartilhamentos. Segundo o pai, a “lição foi aprendida”. Em uma atualização do post ele afirma: “Ela [a criança] está feliz e saudável e parece ter uma nova perspectiva sobre o bullying, bem como uma nova apreciação para algumas das coisas simples da vida que ela costumava levar como garantido”.

Em entrevista à ABC News, Matt diz que sabia que sua atitude dividiria opiniões, mas que “os pais precisam responsabilizar seus filhos [pelos atos deles] e então eu mostrei como eu responsabilizo minha filha. Eu não vou ser outro pai que apenas vai varrer as coisas para debaixo do tapete e dizer: ‘Crianças são crianças’”.

Durante a narração do vídeo, o pai se dirige às pessoas que possam assistir àquilo: “Eu sei que muitos de vocês, pais, não vão concordar com isso e está tudo bem. Estou fazendo o que acho certo em ensinar uma lição à minha filha para impedi-la de fazer bullying”.

Reações

Uma usuária da rede social não concordou com a exposição do castigo que deu à menina. “Que tal manter sua disciplina privada em sua casa em vez de nos facebooks para curtidas?”, dizia o comentário. Contudo, foram poucas pessoas que se mostraram contrárias à atitude de Matt Cox.

A maioria delas apoiaram a iniciativa do rapaz em combater o bullying, em comentários que diziam: “Ótimo trabalho pai!”, “Ela teve oito quilômetros para pensar no que fez”.

Uma internauta aproveitou a situação para compartilhar um momento de sua vida em que passou pela condição contrária. Por ter sofrido bullying, também no ônibus escolar, passou a ir andando para a escola com medo de quem praticava as brincadeiras maldosas com ela. O comentário dizia: “Perdemos tantas almas inocentes devido ao bullying! Tenho 45 anos e até hoje posso lembrar e sentir a dor de ser zoado no ônibus da escola. Eu mesma optei por caminhar para casa […] na tranquilidade. Os valentões são covardes […].

*Com informações do G1

LEIA MAIS:
Mãe de criança vítima de bullying homofóbico deixa recado para os pais: “ensinem os filhos a amarem”
Ator Hugh Jackman dá apoio nas redes sociais à menina que sofre bullying na escola


Veja também