01
out

Assalto que acabou na morte de advogado pode ter sido encomendado

01 / out
Publicado por Raphael Guerra às 10:45

O advogado Flávio Amorim pedalava perto do Parque das Esculturas quando foi assaltado e baleado. Foto: Arquivo Pessoal

A Polícia Civil de Pernambuco está investigando se os assaltos registrados na área do Parque das Esculturas, no Bairro do Recife, eram encomendados por uma organização criminosa. Na manhã desse domingo (30), o empresário e advogado Flávio Mendes de Amorim, 47 anos, foi vítima de latrocínio. Ele estava acompanhado da mulher e de uma sobrinha quando foi abordado por dois criminosos.

Os dois suspeitos de abordar a família, durante o passeio, já estão presos. A polícia afirma que eles confessaram o crime. “Nós ainda estamos visualizando uma possível associação criminosa, com a participação de uma terceira pessoa, que seria a pessoa que encomendava os roubos. Isso aí a gente vai, ao longo da investigação confirmar”, afirmou o gestor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Guilherme Caracciolo. Buscas estão sendo feitas para encontrá-lo.

A Polícia Civil diz acreditar ainda que a quadrilha teria envolvimento com o tráfico de drogas e com homicídios na Zona Sul do Recife.

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Pernambuco lamentou o assassinato do advogado. “Ao tempo em que se solidariza com a família, a OAB-PE espera a apuração dos fatos e o cumprimento da lei, com a devida punição da autoria do crime”, informou o texto.

LEIA TAMBÉM

Viúva e filho de médico morto tentaram destruir provas, afirma a Justiça

Opinião: Prevenção às drogas não foi prioridade no governo Paulo Câmara


Veja também