Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

GRUPO INCHADO

Roberto Fernandes admite que será necessário enxugar o elenco do Santa Cruz

Atualmente, o elenco coral tem 34 atletas

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 22/06/2021 às 0:01
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
O treinador classificou o tamanho do elenco do Santa Cruz como "surreal". - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Depois do primeiro jogo no comando do Santa Cruz, o técnico Roberto Fernandes fez suas primeiras avaliações do desempenho da equipe e sinalizou que poderão acontecer mudanças no elenco. Segundo o treinador, o grupo coral está "inchado" e que todos os clubes, independente de divisão, estão procurando melhorar seus times. 

Atualmente, o elenco coral tem 34 jogadores. Quantidade classificada por Roberto como "surreal". Destacando que os líderes das Série A, B e C do Campeonato não estão acomodados, mas trabalhando para melhorar seus elencos, o treinador fez uma comparação. "Avalie quem está na zona de rebaixamento na Série C", disse. 

"É evidente que peças poderão chegar e para chegar, nós já temos um elenco inchado demais. Na minha cabeça, é surreal, mesmo levando em consideração a pandemia que a qualquer momento você pode ser atacado, como para o jogo de hoje, a gente perdeu três jogadores. Mas 34 atletas é um pouco demais para uma competição que se joga uma vez na semana", observou. Para a partida contra a Jacuipense, o Santa Cruz não pôde contar com Adriano Michael Jackson, Everton Dias e Rondinelly, que testaram positivo para a covid-19. 

Esse "enxugamento" a que o treinador se referiu deve ser feito de forma pontual. "Não é chegar e mandar embora porque não serve, não, mas com análise, com critério, até para que a gente possa trabalhar é melhor. Até para que a gente possa facilitar o nosso trabalho e trabalho dos atletas numa sequência de temporada", completou. 

Quanto a avaliação, Roberto Fernandes afirmou que viu entrega do grupo e deu nota dez nesse quesito mas ponderou que em relação aos aspectos táticos, físico e técnico seria necessário um debate mais amplo. O treinador destacou também que a questão emocional do grupo pesou e atrapalhou o desempenho.

 

Comentários

Últimas notícias