Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

PANDEMIA

Saiba por que não haverá público no jogo Brasil x Peru, na Arena de Pernambuco

A partida acontece nesta quinta-feira (9), na Arena de Pernambuco, e não contará com a presença de torcedores no estádio

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 08/09/2021 às 21:56
Notícia
JC IMAGEM
Apesar de não receber torcedores para jogo desta quinta-feira (9), a Arena de Pernambuco já tem um protocolo preparado para quando puder realizar eventos com público. - FOTO: JC IMAGEM
Leitura:

Brasil e Peru se enfrentam nesta quinta-feira (9), às 21h30, na Arena de Pernambuco, pela 10ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo. Ainda em meio à pandemia da covid-19, a partida acontecerá sem a presença de público. No último domingo (5), a seleção brasileira entrou em campo para enfrentar a Argentina, na Neo Química Arena, em São Paulo, com a presença de 1,5 mil convidados - a partida acabou não acontecendo por uma infração sanitária cometida pela seleção argentina. Apesar desse histórico recente em uma partida realizada dentro do país, o Governo de Pernambuco é mais cauteloso quanto à essa questão. 

Em entrevista ao repórter Antonio Gabriel, da Rádio Jornal, concedida nesta quarta-feira (8), a secretária executiva da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Ana Paula Vilaça, explicou que o Estado está trabalhando na retomada gradual de grandes eventos, com a realização de eventos testes durante o mês de setembro. Como a fase de testes ainda é recente, o governo achou prudente não liberar a presença de torcida no estádio. 

"A gente vem trabalhando com a retomada gradual do eventos, realizando alguns eventos teste agora no mês de setembro, para que a gente possa avaliar se esses eventos estão seguindo os protocolos, se gera algum risco de contaminação e entendemos que ainda não era o momento de liberar a presença de público nos estádios de futebol. Nós estamos discutindo com a Federação Pernambucana de Futebol (FPF), com a Arena de Pernambuco, para que a gente faça uma retomada segura e tranquila. Por isso, o jogo amanhã (quinta-feira, 9) não contará com a presença de público", disse. 

Apesar da cautela do Estado, o fato de Brasil x Argentina ter contado com a presença de torcida, ainda que em pequeno número e apenas convidados, faz os torcedores pernambucanos questionarem bastante a decisão do governo pernambucano. De acordo com Ana Paula, Pernambuco está seguindo protocolos mais rígidos. 

"A gene está numa retomada diferenciada, porque a gente está seguindo protocolos mais rígidos, com mais cautela. A gente teve experiências negativas no Brasil em estádios de futebol, então a gente preferiu testar em eventos controlados, nos eventos teste, para em seguida aplicar para o futebol. Então, por questão de prudência, de cautela, a gente preferiu evitar a presença do público, sejam convidados, sejam pagantes... a gente entendeu que não seria o momento ainda de liberar a torcida", acrescentou. 

Protocolo e estrutura da Arena de Pernambuco para um futuro jogo com público 

Brasil x Peru de fato acontecerá diante de assentos vazios. Entretanto, a secretária garante que a Arena de Pernambuco já possui um protocolo elaborado para ser aplicado no momento ideal. Inclusive, a expectativa é de que, quando acontecer, a volta dos jogos com público no Estado comece na Arena. 

"O protocolo da Arena está super bem elaborado, inspirado em outros estádios, verificando inclusive o que deu certo, o que deu errado em outras experiências, em outras partidas de futebol. Já liberamos para competições esportivas com até 300 pessoas e a gente quer fazer um planejamento para retomada gradua, para liberar, inclusive, para os times de futebol aqui de Pernambuco", garantiu. 

A justificativa para que o retorno do público nos jogos de futebol aconteça primeiro com partidas realizadas na Arena, é de que o equipamento proporciona melhores condições de controle e monitoramento do público. "É justamente o que a gente está trabalhando neste momento junto com a FPF e os próprios clubes esportivos. A gente acredita que essa retomada aconteça primeiro na Arena porque já tem um protocolo bem elaborado, com todas as regras de distanciamento, de acesso, de entradas, de saídas desses torcedores e que é possível a gente controlar e monitorar de uma forma mais efetiva. Então, a nossa ideia, o nosso planejamento, é que os clubes voltem a jogar inicialmente na Arena de Pernambuco para em seguida jogar nas suas respectivas sedes", pontuou. 

Quando haverá jogo com público?

Já há algum tempo que se fala de planejamento e preparo de protocolos para que os jogos de futebol possam ter a torcida em campo novamente, mas até o momento os torcedores vivem apenas a expectativa de poder ver a bola rolar pessoalmente outra vez. Mas e quanto ao prazo? Vilaça esclareceu. "A gente está realizando esses eventos testes. Grandes shows, mega eventos. Avaliando e monitorando o resultado dessa entrada e saída, do uso do aplicativo - nós lançamos o Selo Passe Seguro PE, que é para a certificação doa cesso quando você tem uma grande quantidade de pessoas entrando no mesmo estabelecimento, ao mesmo tempo -  e a partir daí a gente vai aplicar as mesmas regras nos estádios de futebol e esperamos que, se os números da saúde permitirem, a gente já em outubro, novembro possa contar com a volta das torcidas nos estádios de futebol", disse. 

Mas é importante destacar que o avanço da vacinação é fator determinante para que os portões voltem a ser abertos. Nos eventos testes que serão realizados pelo governo durante o mês de setembro, por exemplo, será exigido que 80% dos ingressos seja destinado às pessoas que já completaram o esquema vacinal, ou seja, tomaram as duas doses. Os 20% restantes, serão destinados a quem tomou uma dose, mas apresentou teste negativo para a covid-19. Esse procedimento deve ser replicado no futebol, quando houver a retomada do público. 

"É uma forma de a gente estimular que as pessoas que queiram frequentar eventos, que queiram voltar a frequentar os estádios de futebol, também estejam vacinadas. Isso facilita a presença do público, sem gerar risco de contaminação. É uma forma também de a gente incentivar a presença dessas pessoas de uma forma mais segura e mais cautelosa", frisou. 

 

Comentários

Últimas notícias