Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Entrevista

Famílias de vítimas do voo da Chapecoense enxergam prisão de controladora como 'ponta do iceberg'

Celia Castedo Monasterio era controladora de voo da tragédia da Chapecoense e foi presa no Mato Grosso do Sul

Cássio Oliveira Estadão Conteúdo
Cássio Oliveira
Estadão Conteúdo
Publicado em 26/09/2021 às 12:12
Notícia
AFP
Acidente com avião da LaMia vitimou jogadores da Chapecoense, jornalistas, dirigentes do clube e outros profissionais - FOTO: AFP
Leitura:

Investigada por envolvimento na tragédia com o avião que transportava a delegação da Chapecoense para a Colômbia, a comissária boliviana Celia Castedo Monasterio foi presa pela Polícia Federal, na quinta-feira (23), no Mato Grosso do Sul. Ela era a responsável por autorizar os planos de voo das aeronaves que saíam do aeroporto de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

Todavia, a prisão de Celia Castedo foi vista, apenas, como a 'ponta do iceberg' por representantes da Associação dos Familiares do Voo da Chapecoense, que concederam entrevista ao UOL Esporte.

Presidente da Associação, Fabianne Belle disse que responsabilizar Celia seria uma forma de 'maquiar o cumprimento da investigação' e 'encobrir negligências anteriores'. "A Celia é a ponta do iceberg em uma cadeia enorme de negligência das autoridades bolivianas. Acusando ela fica muito simples para o órgão que regula aviação civil na Bolívia, pois tira deles o peso da responsabilidade de revisar outras questões", disse.

Viúva do comentarista Mário Sérgio Pontes de Paiva, Mara Paiva também falou ao UOL e destacou que Celia está na posição de 'bode expiatório'. "Ela pode virar um salvo-conduto para empresas envolvidas - vira um bode expiatório - A atenção vai voltar para ela, mas ela é uma peça desse quebra-cabeça. Com esta prisão é possível com que muitas questões sejam reveladas. Não queremos um final feliz, queremos um final menos trágico. Aquelas pessoas entraram naquela aeronave para morrer, só não sabiam, mas entraram para morrer", completou Mara.

Segundo a associação, os familiares seguem na briga por resoluções do acidente aéreo que vitimou 71 pessoas em 2016. "Minha angústia vem desde o acidente, que sempre provocou diversos sustos no meio do caminho. Tenho medo que seja o susto final. A prisão dela não pode ser um símbolo de vitória. Ela sendo colocada em uma prisão e colocada como culpada, vai encobrir os culpados. Essa é a preocupação", finalizou Fabianne.

Prisão

Considerada foragida pela justiça boliviana desde 2016, ano em que aconteceu o acidente, Celia vivia em Corumbá e será extraditada por determinação de Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal. Ela é acusada de atentado contra a segurança do espaço aéreo e vivia em condição de refugiada no Mato Grosso do Sul, alegando perseguição em seu país natal.

O voo que transportava a delegação da Chapecoense, além de dirigentes e jornalistas que iam cobrir o evento, caiu próximo ao aeroporto de Medellín, em Rionegro, em 29 de novembro de 2016 71 pessoas morreram e apenas seis sobreviveram. A equipe catarinense disputaria a final da Copa Sul-Americana, com o Atlético Nacional, sua melhor campanha no futebol na história.

>> Dois pernambucanos morrem em queda de avião da Chapecoense

>> Sobreviventes da Chape detalham tragédia: 'parece que não é verdade'

Operado pela LaMia, o voo deixou Santa Cruz de la Sierra com níveis de combustível abaixo dos recomendados para qualquer viagem área, que devem prever imprevistos que gerem maior consumo. As investigações sobre os motivos e os culpados da queda demoraram meses, mas desde o início já se suspeitava fortemente de falta de combustível.

A defesa de Celia Monasterio promete tomar medidas para que a sua cliente siga protegida e mantenha sua residência no Brasil. Ela ainda aguarda, em Corumbá, os trâmites da Polícia Federal para ser transportada de volta à Bolívia.

Comentários

Últimas notícias