Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

sem divisão

Santa Cruz corre o risco de ficar sem divisão se não fizer um 2022 quase impecável

Entenda o que o time tricolor precisa fazer no próximo ano para não correr o risco de ficar sem divisão em 2023

Haim Ferreira
Haim Ferreira
Publicado em 21/10/2021 às 9:00 | Atualizado em 18/05/2022 às 16:57
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Rebaixado para a Série D, o Santa Cruz só terá o Brasileirão e o Campeonato Pernambucano no seu calendário no próximo ano - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

As consequências da pior temporada da história do Santa Cruz ainda estão longe do fim.

Rebaixado para a Série D, a equipe tricolor só terá o Brasileirão e o Campeonato Pernambucano no seu calendário no próximo ano.

Acontece que se o time coral não tiver bom desempenho em ambos os torneios, corre o risco de ficar sem divisão em 2023.

É que o acesso à última divisão do futebol nacional se dá via Estadual. Com a mudança no regulamento da CBF, Pernambuco só tem duas vagas no certame.

Com isso, o Santa Cruz tem a obrigação de ser semifinalista para se garantir na 4ª divisão, caso não consiga o acesso direto em 2022.

Vale lembrar que no ano que vem os tricolores não participarão da Copa do Nordeste, por ter sido eliminado na fase eliminatória, além da Copa do Brasil, por ter tido apenas a quarta melhor campanha no Pernambucano deste ano, atrás de Náutico, Sport e Salgueiro.

Neste ano, o Santa Cruz caiu nas semifinais do Campeonato Pernambucano e não passou da fase classificatória da Copa do Nordeste, sendo lanterna do seu grupo. 

>> Conselheira do Santa Cruz é agredida após eliminação na Copa do Nordeste; homem responderá em liberdade

Quando partimos para as competições nacionais, o cenário também é decepcionante.

Os pernambucanos caíram na segunda fase da Copa do Brasil para o Cianorte.

A maior decepção, no entanto, veio no Campeonato Brasileiro, quando os tricolores foram lanternas do certame, caindo pela segunda vez nos seus 107 anos para a Série D, a divisão mais baixa do País.

Comentários

Últimas notícias