Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

política

Se o Brasil conquistar o hexa na Copa do Mundo de 2022, Tite não deve visitar Bolsonaro em Brasília; entenda

Todas as outras cinco vezes que o Brasil foi campeão, o elenco visitou o presidente em exercício

Haim Ferreira
Haim Ferreira
Publicado em 11/11/2021 às 12:58
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Tite, técnico do Brasil, durante Jogo entre o Brasil e o Peru. Partida valida pela eliminatórias da copa do mundo Fifa 2022 na Arena de Pernambuco, em São Lourença da Mata (PE), nesta quinta-feira, 09 de setembro de 2021. - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

A grande final da Copa do Mundo do Qatar está marcada para o dia 18 de dezembro de 2022. Um mês e meio antes, o Brasil conhecerá o seu presidente nas eleições. De acordo com o técnico Tite, caso a seleção seja hexacampeã, ele não planeja levar o seu elenco para visitar o novo mandatário do País.

O treinador teme que um eventual encontro com o presidente da república seja usado de forma política. Vale lembrar que, independente de quem vença o pleito, Jair Bolsonaro ainda estará em exercício, já que a posse do novo presidente só acontece em janeiro.

Nas cinco vezes em que foi campeã mundial, a seleção foi recebida pelo presidente em exercício. Em 1958 por Juscelino Kubitschek, em 1962 por João Goulart, em 1970 por Emílio Médici, em 1994 por Itamar Franco e em 2002 por Fernando Henrique Cardoso.

Internamente, as informações dão conta que a CBF está aconselhando os jogadores e todo o staff do Brasil a ser mais comedido em suas redes sociais no tocante à assuntos políticos. A entidade, no entanto, garante que não há proibição de manifestações individuais.

Comentários

Últimas notícias