Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

SÉRIE B

Escolhas erradas e turbulência no futebol levaram o Náutico a uma queda vertiginosa na Série B

A virada de chave do Timbu na Série B foi invertida, que caiu de rendimento assustadoramente e frustrou a torcida

Marcelo Cavalcante
Marcelo Cavalcante
Publicado em 19/11/2021 às 18:23 | Atualizado em 21/11/2021 às 8:00
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Temporada acabou frustrante para o Náutico com a não conquista do acesso à Série A - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

O Náutico enfrenta o Avaí no domingo em que apenas o time catarinense tem objetivo a conquistar: vaga na Série B. Claro que o fato de não ter mais chances de classificação virou passado. Mas não tem como os alvirrubros não esconderem o sentimento de frustração depois de um começo arrasador de competição. E mais ainda. A queda de rendimento se deveu aos erros cometidos pelo próprio Timbu: avaliação errada do elenco, contratações equivocadas e turbulência entre a comissão técnica e a diretoria de futebol. 

Eleições do Náutico: entrevista com o candidato Diógenes Braga da chapa Avança Náutico

A primeira derrota do Náutico aconteceu em julho, na 15ª rodada. Jogando fora de casa, os alvirrubros perderam para o Coritiba, por 3x1, fora de casa. O Timbu seguia líder, com 30 pontos, fruto de 8 vitórias e seis empates.  O aproveitamento que antes era de 66,66%. O ataque havia marcado 24 gols e a defesa sofrido 11. O setor defensivo, alias, era o menos vazado, ficando atrás apenas do Coxa, que era o vice-líder, com 29 pontos, e sofrido apenas 10 gols.

O revés diante do Coritiba pode ter sido considerado natural, pois o adversário estava na cola do Timbu, já tinha um equilibrado e forte. A questão era saber como absorveria o baque. Mal sabia que o pior estava por vir. Na rodada seguinte, goleada sofrida para o então Confiança, por 4x0, em casa. E problemas de bastidores se revelaram. E o Timbu foi descendo a ladeira.

Eleições do Náutico: entrevista com o candidato Bruno Becker da chapa Náutico Sustentável

Da primeira derrota para cá, o Náutico fez uma campanha pífia: 6 vitórias, 4 empates e 11 derrotas.  O aproveitamento foi de 34,9%.  Nesse intervalo, o Timbu marcou 25 gols, o que mostra que o setor seguindo fazendo o seu papel. No entanto, a defesa... Tomou mais 37 gols, se transformando na segunda pior defesa da competição. 

Foi uma virada de chave negativa do Náutico. A mudança de comandou técnico não surtiu efeito. E acabou que o Timbu foi uma frustração sem igual. Mas que encheu de lições para quem vai assumir o clube a partir de 2022.  

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias