Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

eleições

Primeiro candidato da oposição a gerir o Náutico comparece nas eleições de 2021; relembre como foi a gestão dele

O ex-presidente do Náutico esteve na sede dos Aflitos para votar nas eleições de 2021

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 05/12/2021 às 10:36
Notícia
João Victor Amorim/Rádio Jornal
Glauber Vasconcelos, ex-presidente do Náutico, na sede dos Aflitos nas eleições de 2021. - FOTO: João Victor Amorim/Rádio Jornal
Leitura:

Entre os anos de 2014 e 2015, o Náutico teve como presidente-executivo Glauber Vasconcelos. Eleito com 1.575 Sócios (73,2% dos eleitores) pela chapa Movimento Transparência Alvirrubra (MTA), ele foi o primeiro candidato da oposição a gerir o clube alvirrubro. A direção assumiu em 3 de janeiro de 2014 e ficou até 4 de janeiro de 2016, mas não deixou saudades no torcedor do Timbu. Neste domingo (05), o ex-mandatário marcou presença na sede para votar nas eleições para o biênio 2022-23. 

> Eleições do Náutico: chapas, candidatos, horário de votação e mais; saiba tudo

Na época, Glauber Vasconcelos venceu o candidato da situação, Alexandre Homem de Melo, e Alberto Souza, representantes das torcidas organizadas. Os votos foram depositados em cinco urnas, sendo quatro eletrônicas e uma de lona. Em 2021, a Justiça Eleitoral não permite mais urnas eletrônicas em eleições de clube e, por isso, os votos dos sócios do Náutico são registrados em cédulas. São, ao todo, 3.765 sócios estão aptos a votar. 

Como foi a gestão?

Com a promessa de transparência no Náutico, como a divulgação de sócios ativos do clube e exposição das receitas e despesas mensais, a gestão do MTA não 'caiu nos gostos' dos alvirrubros e acumulou polêmicas, como as acusações de dívidas feitas pelo ex-zagueiro Fabiano Eller.

> Veja propostas dos candidatos à presidência do Náutico para o futebol

Em campo, o Náutico não conseguiu o acesso para a Série B, chegou a ficar de fora da semifinal do Campeonato Pernambuco e sem vaga na Copa do Nordeste. Com o fim do biênio de Glauber Vasconcelos, o Náutico teve Marcos Freitas como presidente, vencendo justamente o atual executivo, Edno Melo.

Comentários

Últimas notícias