MEIO AMBIENTE

Entrada de plásticos e similares descartáveis fica proibida em Noronha a partir da quinta-feira

A partir do dia 11 de abril entra em vigor decreto que proíbe esses materiais para evitar poluição do arquipélago

JC Online
JC Online
Publicado em 10/04/2019 às 18:37
Foto: AFP
A partir do dia 11 de abril entra em vigor decreto que proíbe esses materiais para evitar poluição do arquipélago - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

A partir da próxima quinta-feira (11), entra em vigor um Decreto Distrital que proíbe a entrada de materiais plásticos e similares descartáveis no arquipélago de Fernando de Noronha. Ficam proibidos o uso e comercialização de garrafas plásticas abaixo de 500 ml, canudos, copos, talheres descartáveis, sacolas e outros objetos feitos de polietilenos, polipropilenos ou similares.

De acordo com a administração da ilha, as novas regras se aplicam a todos os estabelecimentos e atividades comerciais em Noronha. Estão incluídos bares, restaurantes, quiosques, lanchonetes, ambulantes, pousadas e hotéis. Quem descumprir a norma está sujeito a multa.

Os estabelecimentos tiveram um prazo de 120 dias para se adequar às regras. Durante o período, a administração fez trabalhos de conscientização com moradores, empresários e visitantes. Ações do mesmo tipo ainda serão feitas para turistas que estiverem embarcando para Fernando de Noronha do Aeroporto do Recife.

Eventos

Uma série de eventos e intervenções artísticas vai marcar o início das novas medidas. Nesta quarta-feira (10), a exposição fotográfica “Sonho por um sonho”, com o tema plástico no oceano, contou com 24 obras de fotógrafos da ilha e do Brasil na Praça Flamboyant.

Na sexta-feira (12), a artista visual Magui Kämpfe, de Porto Alegre (RS), vai fazer uma performance na Praia da Cacimba do Padre. No mesmo dia, o artista pernambucano Aslan Cabral vai levar a obra “Torneio Espacial” para a Praia da Conceição

Últimas notícias